O que mais temos visto ultimamente, pelo mundo afora, são casos de mortes causadas por pessoas descontroladas ou que se dizem seguidores do Estado Islâmico. Essas pessoas agem sozinhas ou  com ajuda de terceiros e matam muitos inocentes por vez. Uns dizem agir por motivações pessoais, outros são avaliados com problemas psicológicos e, em outros casos, realmente a ação se trata de ataques terroristas, assumidos pelo Estado Islâmico.  

Na tarde desta terça-feira (25), um indivíduo, armado com uma faca, invadiu uma clínica de pessoas com deficiências na cidade de Sagamihara, que fica a 45 quilômetros a oeste de Tóquio, no Japão, e atacou os pacientes que se encontravam no local.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a polícia da cidade, que foi acionada por funcionários às 2h30 da madrugada no horário de Japão e 14h30, no horário de Brasília, morreram pelo menos 15 pessoas e 45 ficaram feridas, sendo que 12 se encontram em estado grave de saúde.

A clínica está localizada dentro de um complexo de nome Tsukui Yamayuri Garden, e a cidade de Sagamihara é muito conhecida por abrigar uma base do Exército dos Estados Unidos. 

O responsável pelo #Ataque, que teria cerca de 20 anos de idade, foi preso pela polícia e confessou o #Crime, e, de acordo com as autoridades locais, ele seria um ex-funcionário da casa de saúde. Ainda não se sabe as reais motivações para o ataque cometido, nem os detalhes do mesmo. 

Outros ataques

Os últimos ataques têm nos mostrado que não há hora, nem local para acontecerem, e qualquer país está sujeito aos mesmos.

Publicidade

Recentemente, temos visto casos como esse acontecerem em diversas partes do mundo. Um homem invadiu uma boate gay em Orlando e matou dezenas de pessoas, outro usou um caminhão e matou outras dezenas de inocentes na cidade de Nice, na França, bem no momento em que muitos comemoravam uma festa na cidade. Semana passada, um atirador matou nove pessoas e depois se matou, em um Shopping Center, em Munique, na Alemanha, país esse onde aconteceu também de um adolescente ferir cinco pessoas em um trem com uma faca e um machado, em Würzburg, no sul do país. #Morte