Embora a maioria das pessoas tenha medo de se envolver com fantasmas, extraterrestres, demônios, enfim, com qualquer situação paranormal, dificilmente são registrados casos em que os investigadores do ocultismo se tornam ‘vítimas’ dessas entidades. Porém, dessa vez, a misteriosa morte de um conhecido investigador do sobrenatural, o indiano Gaurav Tiwari, 32 anos, tem intrigado fãs e parentes do morto. Eles acreditam que o rapaz tenha sido vítima de ‘forças obscuras’.

Conforme noticiado pelo jornal The Times of India, o investigador, criador de uma organização especializada em pesquisar o ‘desconhecido’, chamada Paranormal Society, foi achado morto em 7 de julho.

Publicidade
Publicidade

Na ocasião, parentes o encontraram no banheiro do apartamento, localizado em Dwarka – uma das sete cidades sagradas da Índia antiga. Embora os familiares não acreditem na hipótese de suicídio, essa é a principal suspeita da polícia.

Entretanto, parentes ressaltam que Gaurav não apresentava tendências suicidas. Amigos ligados ao pesquisador publicaram uma nota no site fundado por ele, o Paranormal Society, onde enfatizam a experiência do indiano com assuntos enigmáticos. Segundo o registro, Tiwari já havia visitado mais de seis mil locais em busca de assombrações, ovnis, abduções e todo tipo de criaturas misteriosas.

Além disso, ele estava contente com o casamento realizado há poucos meses, informa o pai do sujeito, Uday Tiwari. De acordo com o genitor, pouco tempo antes da tragédia, seu filho tinha confessado à esposa que uma ‘força negativa’ estava tentando dominá-lo.

Publicidade

Sem se preocupar com a revelação, a mulher teria ignorado a declaração. Ela suspeitava que o marido estava apenas deprimido devido à sobrecarga de trabalho.

Morto por asfixia

Segundo o jornal, Gaurav vivia em um apartamento com seus pais e a esposa. Ele foi achado morto no banheiro por volta das 11 horas da manhã de quinta-feira (7). O pai do paranormal recorda que no dia do acontecido eles estavam em casa, quando um estranho ruído foi percebido no ambiente. “De repente, ouvimos um barulho alto e corremos para o banheiro. Minha filha-de-lei (mulher do falecido) tentou espiar e o encontrou inconsciente”, lembra.

No local, a polícia disse ter identificado uma linha preta em volta do pescoço. As autoridades avaliam que o paranormal possivelmente morreu asfixiado pelo barbante. Eles também investigaram o apartamento e o celular da vítima, à procura de evidências. Contudo, não detectaram nada que corroborasse com a investigação.

No momento, a polícia aguarda o relatório da autópsia. #Entretenimento #Mídia #Curiosidades