Mohamed Lahouaiej Bouhlel foi o algoz de 84 vítimas na última quinta-feira, em Nice, no sul da França. Ele guiou com velocidade um caminhão branco sobre dezenas de pessoas que acompanhavam as comemorações do Dia da Bastilha, feriado nacional. Bouhlel tinha 31 anos e era francês de origem tunisiana, de Msaken, aproximadamente 120km de Túnis.

Aos poucos, algumas informações sobre o perfil do assassino foram sendo divulgadas. Um primo dele afirmou que ele fazia consumo de bebidas alcoólicas e de drogas, e também era agressivo com sua mulher. Ele era pai de três filhos e ficou recentemente sem o emprego que tinha em uma transportadora após uma confusão de trânsito.

Publicidade
Publicidade

Neste sábado, sua irmã, que não teve a identidade revelada, deu declarações à Agência Reuters e revelou que Bouhlel tinha problemas psicológicos e por muito tempo consultou um especialista.

"O meu irmão tinha alguns problemas psicológicos sim. Entregamos à polícia alguns documentos que comprovavam isso", disse ela. O pai, também chamado de Mohamed, deu mais informações. "Ele ficava nervoso, entrava em colapso, quebrava tudo o que via".

O criminoso conduziu o caminhão por cerca de 2km até ser neutralizado pela polícia, que desferiu vários disparos contra a cabine do veículo. #Terrorismo #AtentadoNice #PrayForNice