Mais um jogador famoso é condenado por sonegar impostos e fraudar os cofres públicos na Espanha. O tribunal espanhol  informou nesta quarta-feira (06), que o admirável Lionel Messi e seu pai, Jorge Horácio Messi, foram condenados a 21 meses de prisão por fraude fiscal. Eles são acusados de sonegar 4,1 milhões de euros em impostos, dívida essa referente ao valor recebido pelo direito de imagem do jogador durante os anos de 2007, 2008 e 2009. De acordo com as informações, eles usavam paraísos fiscais para burlar a receita da Espanha. 

O julgamento do jogador aconteceu no mês de junho, durante a Copa América, quando o mesmo teve que deixar a concentração argentina para comparecer ao tribunal e prestar depoimento.

Publicidade
Publicidade

Naquele momento, ele chegou a negar qualquer responsabilidade com o caso e falou que se dedicava a jogar #Futebol e que confiava nos advogados e no seu pai.  A sentença saiu somente agora, um mês após o julgamento. 

O Estado Espanhol pedia que a condenação fosse de 22 meses e 15 dias de prisão para cada um deles, já a Fazenda requisitava um ano e meio somente para o pai do jogador, visto que ele seria o grande responsável pela fraude. Além da condenação de 21 meses de prisão, Messi foi condenado a pagar uma multa pelo crime, no valor de 2 milhões de euros, e seu pai foi condenado a fazer o pagamento de 1,5 milhões de euros. 

De acordo com a lei espanhola, quando há uma sentença de prisão menor que dois anos, a pena pode ser servida sob condicional. Isso significa que, possivelmente, Messi e seu pai não irão ao confinamento.

Publicidade

Além disso, de acordo com o comunicado, os advogados do jogador podem entrar com recurso contra a sentença ao Superior Tribunal espanhol, à Suprema Corte da Espanha. 

Outro jogador do Barcelona também foi condenado por sonegação

Javier Mascherano, outro jogador argentino que também joga pelo Barcelona, foi igualmente condenado por fraude fiscal. No mês de fevereiro, o jogador fez um acordo com a #Justiça da Espanha e se livrou da prisão, ficando acertado que ele pagaria uma multa de 816 mil euros para o encerramento do processo na justiça. 

O jogador chegou a se declarar culpado no mês de outubro passado e já havia pago 1,6 milhão de euros para acertar sua situação junto à Fazenda espanhola.