Mais um #Crime hediondo chama a atenção do mundo, uma mãe matou afogado seu bebê de apenas seis semanas em um dos lagos artificiais do shopping Myrtle Beach, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal Extra, a mãe do bebê, a norte-americana Jameisha Alexander, de 24 anos, afogou propositalmente seu filho e fugiu do local após cometer o crime. Saibam mais sobre este crime bárbaro aqui.

Mãe mata bebê em shopping

Segundo as informações do do jornal "The New York Daily News",  depois de afogar o bebê no shopping, a mãe fugiu do local, porém foi presa pela polícia local ao se envolver em um acidente de trânsito a aproximadamente 30 km do estabelecimento onde ela cometeu o crime.

Publicidade
Publicidade

A mulher foi encaminhada para a penitenciária da região sob a acusação de homicídio.

Ainda de acordo com as informações do jornal, o crime aconteceu no ultimo sábado (18), por volta das 22 horas (horário local). Um cliente do shopping viu a mãe segurando a criança dentro do lago e imediatamente acionou a segurança do local.

Um agente de segurança do local socorreu o recém-nascido e acionou os bombeiros que chegaram ao local e tentaram reanimar o bebê utilizando várias manobras, porém todas as tentativas foram em vão.

Família alega que a mãe do bebê esta com depressão pós-parto

Parentes da mãe do garotinho afirmam que Jameisha Alexander desenvolveu um quadro de depressão pós-parto e estava em tratamento. "Ela amava o filho. Eu acho que ela sentiu que não podia cuidar dele sozinha", disse a mãe dela, Sandra Jones.

Publicidade

Depressão pós-parto

A depressão pós-parto é muito mais comum do que se imagina. Estima-se que ela atinge entre 10 e 20 por cento das mulheres depois do nascimento do bebê. Os principais sintomas são:

  • Tristeza Constante.
  • Insônia.
  • Irritabilidade e falta de paciência.
  • Sensação de culpa.
  • Falta de boas perspectivas sobre o futuro.
  • Mau humor.
  • Choro constante.
  • Falta de concentração.
  • Sensação de que o bebê é um estranho e até mesmo que não é seu filho.
  • Pensamentos negativos.
  • Vontade constante de fugir ou sumir, entre outros.

A depressão pós-parto tem tratamento e seu médico de confiança deve ser procurado imediatamente. #EUA #Casos de polícia