Quatro crianças (três meninas com menos de três anos e um menino de quatro) foram esfaqueadas pela própria mãe neste sábado (2), na cidade de Memphis, nos Estados Unidos. Os policias da cidade fizeram a descoberta após receberam uma ligação de um condomínio da cidade, alertando sobre um caso de violência doméstica. Ao chegarem ao local, se depararam com a cena macabra. As quatro crianças, com idades de dois, três e quatro anos; e um bebê de seis meses estavam no chão do apartamento, ensanguentadas. Os policiais tentaram ajudar as vítimas, mas elas já estavam mortas. O caso aconteceu por voltas das 14 horas no horário de Brasília (13h no horário local). 

A mãe das crianças foi presa.

Publicidade
Publicidade

O pai está sendo interrogado, mas não deve ser preso pois não estava em casa quando tudo aconteceu. A CNN informou que o casal estava junto há pouco tempo, mas não informou a duração da relação. Ainda não está claro o que levou a mulher a cometer o infanticídio. "A investigação ainda está no início. Vamos continuar trabalhando até encontrarmos respostas", disse um representante das forças de segurança durante uma coletiva de imprensa. O Departamento de Serviços a Crianças do município (uma espécie de Juizado de Menores) afirmou que não tem registro de qualquer queixa relativa à esta família. 

Policiais precisam de ajuda emocional

A equipe de policiais que encontrou os corpos ficou emocionalmente abalada, de acordo com a imprensa local. O departamento de polícia pediu aos líderes religiosos da comunidade, tais como padres ou pastores, que compareçam ao local do crime para dar apoio aos oficiais e xerifes envolvidos, e aos vizinhos da família.

Publicidade

Os moradores do condomínio foram impedidos de entrar ou sair do local por cerca de duas horas. 

Suspeita de problemas mentais

Especialistas entrevistados pela emissora WMC disseram que, ao que tudo indica, a mãe sofria de algum transtorno mental, como uma depressão grave. O psiquiatra Joel Reisman lembra que os sinais de depressão severa incluem isolamento, irritabilidade, perda de peso e de apetite e distúrbios de sono. "Alguns pacientes acreditam que seus filhos ficarão melhores se não estiverem na Terra ou se estiverem no céu", disse. #Violência