Zuckerberg comprou uma bela propriedade na ilha de Kauai, a quarta maior do Havaí, conhecida como "Ilha Jardim" e mandou construir um muro, de quase dois metro de altura. Mas o projeto do fundador do Facebook está dando o que falar e causando muita polêmica. A controvérsia ficou por conta de que o referido estaria impedindo a vizinhança de admirar as belezas da praia. Zuck comprou as terras em 2014, com 240 hectares (quase 2,4 quilômetros quadrados) incluindo uma praia particular, um canavial e uma granja orgânica. Os vizinhos lamentam tamanha insensatez. Gy Hall, morador da ilha, falou com o jornal local TGI, ele disse que se sente triste por ver alguém comprar tantas terras e fazer um muro tão alto, impedindo que as pessoas tenham a melhor visão, a praia.

Publicidade
Publicidade

Prejudicando a brisa

A construção do muro começou há algumas semanas e, por isso, ninguém ainda sabe qual será sua extensão, porém, os vizinhos já manifestaram sua insatisfação. Uma das vizinhas de Zuck, Donna Mcmillen, reclamou que se sente super infeliz com tudo isso, mesmo sabendo que ele é o dono e pode fazer o que quiser em seu terreno.

Outra vizinha também reclama do muro. Shosana Chantara garante que a construção já começou a prejudicar a circulação do ar. Segunda ela, as paredes esquentam e a brisa do mar não sopra.

De acordo com o jornal, algumas pessoas irritadas começaram a deixar cartazes e bilhetes pedindo que o muro seja demolido, e alguns até escreveram direto ao dono do Facebook, mas, até o momento, ele não respondeu. Contudo, nem todos são contra, há quem ache o muro uma "atração", como Thomas Beebe, que mora ao lado.

Publicidade

Brian Catlin, quando deu entrevista ao jornal britânico The Daily Mail, disse que Mark comprou e tem direito de fazer o que quiser.

Ruído

Através de uma declaração enviada aos meios de comunicação, o porta-voz do projeto garante que essas construções são erguidas na tentativa de impedir os ruídos que vêm da rua e este é seu objetivo, concluiu. Sobre o pedido de uma explicação sobre o fato, da BBC Mundo diretamente ao Facebook, a resposta foi que não havia nenhum comentário a ser feito. #Curiosidades #Internet