O cantor Michael Jackson queria se casar com Emma Watson, quando essa ainda era uma criança, com apenas onze anos de idade. O plano que pela lei americana e pela lei brasileira pode ser enquadrado como pedofilia, ocorreu quando Emma acabava de estrear 'Harry Potter e a Pedra Filosofal', primeiro filme da franquia do bruxinho. Quem fez as polêmicas revelações foi justamente o homem que é acusado pela morte do 'Rei do Pop', o médico Conrad Murray. As revelações criminosas foram feitas ao jornal inglês 'Daily Mail' e devem estar em um livro chamado 'This Is It', nome da última turnê de Michael. A obra ainda não tem previsão de lançamento. 

O médico diz ainda que Jackson queria como primeira opção se casar com a filha de um amigo, de 12 anos.

Publicidade
Publicidade

A menina seria Harriet Lester, herdeira do astro Mark Lester. O cantor era muito amigo do 'Rei do Pop', então o famoso decidiu pensar em Emma como a segunda opção para o casório. No passado, o astro teria pensado até em se casar com a apresentadora brasileira Maria da Graça Xuxa Meneghel, como ela já revelou em uma entrevista dada ao 'Fantástico', da TV Globo. 

"Michael se apaixonou por Harriet quando ela tinha ainda 5 anos de idade. Então, quando fez 12, ele começou a ficar mais fixado nela", disse o médico que é acusado de dar drogas demais para o cantor, que teria levado à sua morte. O pai da garota com quem o cantor queria se casar não quis comentar qualquer declaração dada por Murray,que tem sido execrado pelos fãs do cantor. Durante sua vida, Michael sempre negou ser pedófilo, mas enfrentou diversas acusações do tipo, chegando até a ser preso.

Publicidade

Ele tinha uma forte fixação com crianças, o que o levou a construir uma espécie de parque de diversões na própria casa. 

Fixação

Depois veio a fixação pela atriz de 'Harry Potter'. De acordo com o médico, o famoso tinha até um recorte de papelão com o rosto de Emma Watson. O 'Rei do Pop', de acordo com o profissional de saúde, ainda se fantasiava para ter encontros às escondidas com prostitutas.  #Crime