O médico do cantor Michael Jackson fez uma revelação bombástica, que vem causando muita polêmica, pois o profissional da área de saúde revelou que o cantor pop tinha intenção de se casar com a atriz Emma Watson, que, naquela ocasião, tinha somente 11 anos. Ela estrelou em seu primeiro filme já na franquia de "Harry Potter", um dos maiores sucessos mundiais no cinema.

Conrad Murray foi acusado de ser o causador da morte de Michael e agora está preparando o livro "This Is It", que ainda não tem data para ser lançado, mesmo assim, já vem causando grande controvérsia.

Ainda, de acordo com o médico, primeiro o cantor se apaixonou pela filha do ator e amigo Mark Lester.

Publicidade
Publicidade

Harriet Lester teria conquistado o coração de Michael, mas depois ele ficou interessado em Emma Watson e acabou deixando de lado a filha do amigo.

Murray afirma que, quando Michael se apaixonou por Harriet, ela tinha somente 5 anos de idade e ele guardou este amor pela criança durante muito tempo, até que ela completou 12 anos de idade e aí ele já não conseguia mais se conter. O cantor pop teria pedido ao médico para ir conversar com o ator Mark Lester, pai da menina, para conseguir convencê-lo a deixar a filha a se casar com ele. O ator foi procurado para saber o que tinha a dizer sobre essa declaração do médico, mas ele se negou a comentar o assunto.

Só que Emma Watson chamou a atenção do cantor, que se apaixonou por ela e deixou Harriet de lado. Michael Jackson viu a menina atuando no filme de bruxinhos e ficou fascinado por ela.

Publicidade

Michael Jackson morreu aos 50 anos, devido a uma overdose de medicamentos. Murray, que era médico e amigo do cantor, chegou a cumprir dois anos de prisão.

O médico particular de um dos cantores mais #Famosos de todos os tempos garante que seu livro conta quem era o verdadeiro Michael Jackson e tudo que aconteceu nos últimos três anos de sua vida.

Murray se recusa a dizer que Michael  era uma ameaça para as crianças e prefere que as pessoas leiam o livro quando este for lançado e que cada um que tire suas próprias conclusões. #Crime #Casos de polícia