Nos Estados Unidos, o popular site Ashley Madison, voltado principalmente para pessoas que já estão em um relacionamento e buscam a infidelidade, vem sendo muito citado nos noticiários devido a uma grande #Investigação Criminal. A Avid Life Media, empresa responsável pela plataforma, está sendo investigada pela Comissão Federal de Comércio do país, além de enfrentar também ações judiciais coletivas no Canadá.

Um dos motivos seria o fato de que a Avid teria usado um programa que cria perfis femininos falsos para enganar os usuários masculinos, aumentando assim o contingente do sexo oposto. Os “fembots”, como é conhecido tecnicamente esse programa, seriam bots que agem como mulheres para conversar com os assinantes do site.

Publicidade
Publicidade

A agência Reuters, que divulga essa notícia, teve acesso a um relatório da Ernst&Young, encomendado pela própria Avid, que confirma o uso desses “fembots” até o ano de 2015. A outra razão das investigações diz respeito a alguns clientes que afirmam que suas informações pessoais foram publicadas sem permissão.

Toda essa confusão se deve ao fato da invasão que o site sofreu através de hackers no ano passado. O grupo que havia assumido o ataque, o The Impact Team, invadiu a Ashley Madison justamente pelo fato do site afirmar ter mais membros do sexo feminino cadastrados do que realmente teria. O grupo acusava o site de ser uma farsa.

Ações de segurança

Rob Segal e James Millership, os novos diretores executivos contratados em abril desse ano pela Avid Media Life, disseram que a empresa está investindo milhões de dólares para melhorar a segurança do site e evitar que novos ataques hackers exponham ainda mais a identidade de seus usuários.

Publicidade

Segal ainda pediu desculpas pela falta de segurança que o Ashley Madison oferecia antes dos ataques.

O site Ashley Madison foi lançado em 2001 e tem como slogan "Life is short. Have an affair", ou seja, “A vida é curta. Tenha um caso”. O site está disponível em vários idiomas, inclusive o português brasileiro, e possui mais de 37 milhões de usuários cadastrados. #Internet