William Brumby, de 64 anos, disparou contra seu filho, de apenas 14 anos, por acidente. Os dois estavam praticando tiro, em um campo de treinos da Florida, junto com mais dois irmãos, de 24 e 12 anos. A atividade em #Família acabou correndo mal, quando um tiro acertou em Stephen Brumby, o menino que morreria pouco depois. Na Internet, as pessoas não estão poupando esse pai, que, apesar de ter sido um acidente, acreditam ter alguma responsabilidade nessa tragédia. 

O campo de treinos de tiro onde o garoto foi alvejado serve para evitar acidentes. E é isso mesmo que essa escola promete,  ajudar as crianças aprender a disparar para que os acidentes não aconteçam.

Publicidade
Publicidade

No entanto, neste domingo (3), pai e filho estariam atirando contra uma parede quando a tragédia aconteceu, vitimando a criança. O menino ainda teria sido transportado para o hospital, mas a morte seria pronunciada pouco depois.

Pai dispara contra o filho

William e Stephen estaria atirando contra uma parede quando uma cápsula teria ficado presa. Com a arma em uma mão, o pai tentou desprender a cápsula com a outra mão, mas, durante esse movimento, teria apontado a arma contra o próprio filho, disparando acidentalmente. Os irmão de Stephen, um homem de 24 anos, e uma menina de 12, teriam assistido a tudo. A polícia esteve no local do acidente, mas está considerando esse caso como uma terrível tragédia e, para já, não estão sendo feitas quaisquer acusações contra esse pai. Stephen era o quarto de sete irmãos, e sua partida deixou a mãe "sem palavras". 

O menino era muito ativo e adorava praticar vários esportes, como tênis.

Publicidade

Mas adorava ainda pescar, fazer tiro com arco, atiramento de facas, entre outras atividades mais arriscadas para uma criança que teria muita força e curiosidade com o mundo a seu redor. 

Pai arrasado na Internet

William não deverá ser responsabilizado pela morte do filho, mas, para muitas pessoas, esse pai tem mesmo culpa. No jornal Daily Mail, são vários os comentários de pessoas que não aprovam essa decisão de William de levar o filho de 14 anos para um campo de tiro. "O que me deixa mais perplexo é por que alguém iria considerar tiro com armas como um passatempo agradável", questiona Russe, em um dos comentários com maior aprovação dos outros leitores. Outros falam que esse pai foi "descuidado", "arrogante" e lamentam esse gosto pelas armas, quando poderiam estar praticando outros esportes em família. Alguns leitores consideram mesmo que William mereceria ser preso por negligência.

E o leitor, o que pensa desse caso? Deixe sua opinião! #Justiça #EUA