Um caso de pedofilia por pouco não teve um fim trágico na Argentina. Uma criança de doze anos caminhava em direção a casa de sua tia quando foi abordada pelo criminoso. O pedófilo, objetivando abusar sexualmente da jovem, tapou a sua boca e a arrastou para um terreno baldio. Apesar de ser de noite e quase não ter movimento na rua, um grupo de ‘heróis’ ouviram o desespero da menina no meio do mato dentro do terreno. Assim que escutaram seus gritos, os cinco cães abandonados correram para o terreno e partiram para cima do agressor, o mordendo. Com isso, a menina conseguiu sair correndo, desesperada.

Com medo, bateu na porta de uma pessoa e lhe pediu ajuda.

Publicidade
Publicidade

O homem que a acolheu ligou para a polícia local, que logo chegou e contou para os familiares da menor de idade. A menina passou um momento assustador, mas graças aos #Cães, não deu tempo de nada pior acontecer com a criança. O único problema dessa história é que assim que a menina fugiu, o pedófilo conseguiu evadir-se e a polícia ainda não o encontrou, o que ainda gera desconforto e medo tanto na vítima, quanto na vizinhança.

Outro lado negativo da história é que após o ocorrido, os #Animais que salvaram a menina também não foram localizados. Certamente eles continuaram seguindo seu destino incerto nas ruas, sem imaginar que foram considerados heróis pela comunidade local.

A fidelidade dos cães

Diversos casos de animais que saem em defesa de pessoas em perigo já ganharam destaque em noticiários.

Publicidade

Em maio desse ano um pastor alemão salvou a vida de uma criança na Flórida que estava prestes a ser picada por uma cobra cascavel. O cão pulou na serpente para defender a criança de sete anos, sendo picado em três lugares. Haus foi levado para uma clínica veterinária local, onde ficou internado com elevada quantidade de veneno no corpo. A notícia repercutiu em todo o mundo e o cachorro tornou-se o herói daquela família. Além destes, dezenas de casos de lealdade entre animais e seus donos ganham as manchetes mundiais quase todos os dias. #Comportamento