Os brasileiros já podem começar a comemorar porque o lançamento do "Pokémon Go" por aqui já está se aproximando. A Niantic continua levando seus monstrinhos a mais países e, desta vez, foi a França que acabou sendo surpreendida com a notícia de que o aplicativo já estava disponível para download. Os franceses com dispositivos que rodam Android ou iOS já podem fazer o download e começar a procurar os Pokémons.

No caso da França, o lançamento do "Pokémon Go" acontece em meio a muita polêmica, pois, por causa dos últimos atentados no país, inclusive o mais recente que foi em Nice, esperava-se que o game nem seria lançado, já que, muitas vezes, o Governo pede para que as pessoas fiquem em casa e com esse jogo acontece justamente o contrário, os "treinadores" precisam sair para as ruas à procura dos Pokémons.

Publicidade
Publicidade

Na Europa, o game de realidade aumentada já encontra-se disponível em mais de 30 países, entre eles: Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Dinamarca, Grécia, Islândia, Lituânia, Malta, Holanda, Suécia, entre outros.

Outra preocupação muito grande é que os principais "PokéStops" na França são os pontos turísticos mais conhecidos mundialmente e são justamente estes pontos que são alvos dos terroristas, ou seja, jogar "Pokémon Go" por lá pode ser um grande risco.

Enquanto isso, o "Pokémon Go" continua sendo o APP mais baixado em sua estreia, pelo menos foi o que garantiu a App Store, a loja virtual da Apple. Entretanto, a empresa não quis revelar quantos downloads foram realizados.

Publicidade

O que mais chama a atenção nesta notícia é que o jogo "Pokémon Go" bateu esse recorde mesmo não ficando disponível a nível mundial em sua estreia e apenas para três países: Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.

No último dia 18, já eram mais de 21 milhões de usuários, contando apenas os americanos. Atualmente, os números são muito maiores e, à medida que o game chega a novos países, os downloads continuam disparando. Na semana passada, "Pokémon Go" chegou ao Japão, onde o desenho foi criado na década de 90.

Por aqui, os brasileiros continuam reclamando da demora quanto ao lançamento do game.

#Nintendo Games #Ataque Terrorista