Bradley Quaresma, um jovem imigrante português de 20 anos, foi esfaqueado até à morte em Londres durante uma luta, cujos autores do #Crime podem ser dois adolescentes de 16 e 17 anos . Tal como informa o “Jornal de Notícias”, foi na frente de várias crianças e das respetivas famílias que a luta se iniciou, sendo que o português acabou por morrer depois de ter sido esfaqueado na zona do pescoço, não aguentando os ferimentos. As autoridades inglesas investigam agora todos os detalhes do crime, aproveitando as dezenas de vítimas que assistiram aterrorizadas ao crime macabro.

Com o aumento da violência na #Europa, sobretudo motivada pelos vários atentados realizados nas últimas semanas, e que colocaram todos os países em alerta máximo, incluindo o Brasil, a história de homicídios violentos estão se multiplicando em um grande nível, sendo que agora não se tratou do Estado Islâmico, mas sim de um possível caso de um grupo de crime organizado.

Publicidade
Publicidade

Como garante o “Jornal de Notícias”, e depois de questionar várias testemunhas do crime macabro, o esfaqueamento e assassinato se realizaram em plena luz do dia em um parque londrino, sendo que o caso teria ocorrido depois de uma luta violenta, sem que os autores do crime se preocupassem muito com as pessoas que estavam no local, incluindo dezenas de crianças, que ficaram notoriamente traumatizadas pelos contornos macabros do incidente.

As autoridades inglesas, além das duas detenções que já fizeram, envolvendo dois adolescentes que podem estar ligados ao crime, está aproveitando o testemunho dos presentes para chegar às conclusões necessárias para encontrar os responsáveis e perceber detalhadamente o que aconteceu na tarde da passada quinta-feira em uma das capitais europeias que está em alerta máximo contra o risco de terrorismo. Yuu Costa, amigo do jovem imigrante português, garantiu nas redes sociais que Bradley Quaresma era uma pessoa sempre um sorriso no rosto Também nas redes sociais a comunidade portuguesa já garantiu que há cada vez mais a desconfiança acerca do aumento de racismo e xenofobia contra os imigrantes, incluindo os portugueses.

Publicidade

#Investigação Criminal