O presidente interino Michel Temer se manifestou neste domingo, 17, sobre os atentados de Nice, no sul da França, na última quinta-feira. Ele garantiu total apoio e assistência às famílias dos brasileiros envolvidos no ataque. Em solicitação ao Ministério das Relações Exteriores, Temer ordenou "esforços para total assistência aos brasileiros envolvidos na tragédia de Nice".

Pouco depois do Palácio do Planalto soltar a nota oficial, um exame de DNA confirmou a morte da brasileira Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, de 30 anos, que estava desaparecida desde o dia do atentado. Sua filha Kayla, de 6 anos, também está entre as vítimas do ataque comandado pelo tunisiano Mohamed Bouhlel, que jogou o seu caminhão em alta velocidade contra uma multidão em uma festa à beira-mar em Nice.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com o presidente Temer, o governo brasileiro está disposto a colocar "todos os meios disponíveis à disposição da famílias, seja na busca por mais informações ou por necessidades de auxílio neste momento".

Marisol Touraine, ministra de Saúde na França, divulgou um balanço informando que apenas uma pessoa das 84 vítimas ainda não foi identificada. Entre os feridos, 89 seguem internados, sendo 29 deles em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). #Terrorismo #AtentadoNice #PrayForNice