Nesta sexta-feira, 22, o que pode ser mais um #Ataque Terrorista atingiu a cidade de Munique, na Alemanha. De acordo com as primeiras informações, um homem armado entrou atirando em um shopping conhecido como "Süddeutsche Zeitung", no antigo parque olímpico da cidade. Há feridos e mortos. Algumas agências internacionais chegam a falar em até quinze mortos. Até o fechamento dessa reportagem, por volta das 14h40, no horário de Brasília, a Reuters falava em um morto. Ainda não há clareza de quem seria o homem que deu os tiros, mas o que sabe é que ele subiu pelo telhado do prédio do shopping e fugiu. O tiroteio e a correria foram registrados por vídeos ao vivo e por outras publicações nas redes sociais. 

A Polícia confirma que há muitos mortos, mas não diz o número exato de quantas pessoas teriam sido alvejadas pelo suposto terrorista.

Publicidade
Publicidade

Uma das possibilidade é que ele pertença ao Estado Islâmico. A ação ocorre cerca de uma semana depois da cidade de Nice, na França, ter um ataque parecido, quando 84 pessoas foram assassinadas durante o feriado da Bastilha. Elas foram mortas por um atropelador. Com um caminhão, o homem que tinha até a bandeira do Estado Islâmico em sua casa, passou por cima das vítimas. Ele ainda atirou em muitas delas. 

Dessa vez, as informações de Munique causam ainda mais terror, já que o homem fugiu depois de matar várias pessoas. De acordo com jornais locais, como o "Süddeutsche Zeitung", realmente muitas pessoas assassinadas. A Globo News chegou a mostrar uma transmissão via internet que foi interrompida por tiros. No vídeo abaixo, por exemplo, pessoas correm do atirador. 

É possível ouvir muitos barulhos de tiros e perceber o desespero dos alemãs.

Publicidade

A ação acontece um dia depois de dez pessoas serem presas no Brasil acusadas de planejarem um atentado, possivelmente contra a Olimpíada do Rio de Janeiro, que já começa no dia 05 de agosto. As autoridades mundiais estão atentas para o evento e ajudam o Brasil.

Veja abaixo o vídeo que mostra a correria durante o tiroteio:

  #Terrorismo