Ativistas do mundo todo estão indignados com um vídeo que está circulando pelas redes sociais e pedem a punição para os jovens que aparecem colocando fogo em três filhotinhos de cachorro, todos vivos e que sofrem muito ao serem queimados, em uma cena de tortura monstruosa. 

O fato se deu na Índia, mas as imagens já correram o mundo todo, causando revolta e indignação por parte daqueles que já assistiram. Um dos jovens ficou filmando as cenas de horror, enquanto os outros cometiam o #Crime bárbaro de colocar os filhotinhos vivos em uma fogueira.

Primeiro aparece um dos adolescentes segurando os três filhotinhos de uma só vez pelo rabo.

Publicidade
Publicidade

Logo em seguida este garoto arremessa os cãezinhos na fogueira e é possível ouvir os animaizinhos chorando de dor. Os demais jovens empurram os filhotinhos para dentro das chamas, enquanto um outro do grupo continua gravando tudo e eles parecem até se divertirem com a maldade cometida.

Uma ativista da "Humane Society Internacional Navamita Mukherjee" repudiou as cenas que considera chocante e juntou-se a ela, pessoas do mundo inteiro pedindo que o crime cruel não fique impune. A ativista pediu para que a polícia, juntamente com o tribunal local, tenham uma ação rápida e que sejam duros com as pessoas que praticaram esta "#Violência inexplicável" com os filhotinhos. Ela ainda sugere que eles passem por uma avaliação psiquiátrica, pois tal ato indica um "comportamento anti-social grave".

Várias sociedades protetoras dos animais estão procurando a estação policial de "Mushreerabad Police Station", para formalizarem a denúncia, pois acreditam que se a pressão for grande, o crime será investigado e os envolvidos punidos, entretanto a polícia local já avisou que todos os envolvidos nesta crueldade são menores e por isto o máximo que irá acontecer com eles é serem obrigados a passarem por um psicólogo.

Publicidade

Como o vídeo traz cenas muito fortes, deixamos para disponibilizarmos no final da matéria para avisarmos que as cenas são realmente chocantes, então pense bem antes de assistir.

#Casos de polícia