Um vídeo bizarro viralizou na internet brasileira nesta semana. A imagem que está circulando nas redes sociais mostra uma mulher negra confrontando um homem branco por conta de seus cabelos em estilo rastafári (também chamado de dreadlock). A moça acredita que o rapaz está "roubando" um estilo cultural que, em sua opinião, só pode ser usada pelos negros. O vídeo foi gravado em março na Universidade de São Francisco, nos Estados Unidos, mas somente agora está sendo debatido no Brasil. Isso porque um internauta legendou o diálogo que, naturalmente, acontece em inglês. Assista o vídeo no final dessa matéria.

O vídeo já começa com a discussão em andamento.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a emissora de TV Kron 4, o rapaz que é vítima de racismo se chama Cory Goldstein. Cory diz que a discussão começou quando, enquanto andava pela faculdade, a mulher não identificada estendeu a mão para lhe dar um panfleto. Mas, antes que Cory pudesse pegar o papel, a moça - que também é estudante da universidade - mudou de ideia e disse "desculpe, não queremos gente com o seu cabelo aqui". O estudante tentou ignorar o comentário preconceituoso e saiu andando, mas a mulher se colocou em sua frente impedindo sua passagem. A moça, que estava acompanhada por um amigo, pergunta ao seu acompanhante, de forma desrespeitosa: "você tem uma tesoura?". Neste ponto Cory, que até então evitava o confronto, perde a paciência.

"Você está dizendo que eu não posso usar este cabelo por causa de sua cultura? Por que?", questiona o rapaz.

Publicidade

A moça então responde "porque é  minha cultura, você sabe que me pertence". Cory rebate: "Você sabe que é uma cultura egípcia? Você é egípcia?". A mulher então retruca, dizendo que Cory também não é egípcio e perguntando se ele sabe onde fica o Egito. A esta altura, para evitar que a discussão piore ainda mais, Cory sai andando, mas é impedido pela mulher, que o segura pelo braço. Ele ainda tem paciência para dar uma aula de civilidade: "você não tem o direito de me dizer o que posso usar". 

Mais uma vez o rapaz tenta se afastar, mas é empurrado pela mulher. O clima fica ainda mais tenso. Cory tenta se livrar da moça e pede para que ela o solte. "O meu cabelo não é da sua conta, não preciso de seu desrespeito", afirma. A mulher percebe então que alguém está filmando o seu vexame e ataca o cinegrafista.

O vídeo legendado foi postado pelo perfil do Facebook "Conservadores - Sergipe", e já teve mais de 200 mil visualizações. Assista:

#Racismo