Novamente animais voltam ao noticiário por atacarem seres humanos. De acordo com informações de agências internacionais, um grupo de tigres matou uma mulher e deixou outra ferida em um parque animal em Pequim, na China. O local é conhecido por realizar visitar por meio de rotas com veículos. Os turistas podem fazer o passeio de carro ou ônibus, mas jamis sair dos carros. Não se sabe bem o porquê, mas um dos grupos decidiu sair e acabou mal, como informou a emissora oficial do governo chinês neste domingo, 24. 

Um vídeo mostra o real momento do ataque. Ele mostra que pelo menos três pessoas estariam no carro da vítima. De acordo com a emissora oficial, no entanto, no veículo estavam quatro pessoas.

Publicidade
Publicidade

As duas mulheres que se vitimaram com os tigres faziam parte de um grupo de quatro que fazia o safári através de um carro próprio. O ataque ocorreu neste sábado, 23. O parque onde os tigres mataram a mulher fica a 60 quilômetros do centro de Pequim é tem o nome de 'Badaling Safari World'. Ao que se sabe, uma das mulheres começou a discutir com o motorista do veículo. A identidade de nenhum deles foi revelada. Após a discussão, a mulher abre a porta do carro e decide ir embora.

Alguns segundos depois dela fazer essa escolha completamente insegura, um dos tigres aparece e a abocanha ferozmente. Em seguida, ele a arrasta para fora do local. Ele teria tido partes do corpo devoradas pelo grupo de animais, que estaria faminto. A outra mulher desesperada sai correndo no vídeo. Ela teria ficado ferida, mas não morreu.

Publicidade

Os funcionário do parque disseram que ela foi resgatada. A mulher está internada em estado grave em um hospital. 

Além dos tigres nada amigáveis, o parque permite que os visitantes vejam girafas e lobos em seu habitat natural. Antes de entrarem no safari, os turistas são alertados que não se pode sair de dentro dos carros. O parque ficará fechado para visitação até uma ordem do governo e que as investigações terminem.

Veja abaixo o vídeo que mostra o exato momento do ataque do tigre:

#Crime