Na semana passada, uma foto foi lançada nas redes sociais, mostrando uma mãe que, aparentemente displicente, mexia no celular, enquanto sua criança estava deitada sobre um cobertor no chão de um aeroporto. O usuário que capturou a cena, intitulado OG Rob, lançou-a no Snapchat e no Twitter, demonstrando indignação com a legenda “quem deixa um bebê no chão? Sério?”. Logo a publicação foi compartilhada quase duas mil vezes e vários internautas condenaram a atitude da mulher. Nesta terça-feira (16), a história por trás da imagem foi revelada por ela e pela companhia Delta Airlines.

No dia em questão, Molly Lensing, a norte-americana que está na foto, acabava de voltar de uma visita ao irmão, no Colorado, na qual sua única acompanhante era a filha de quase três meses de idade.

Publicidade
Publicidade

Chegando ao Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson, em Atlanta, EUA, ela esperou por um voo de conexão entre as regiões que não chegou. Uma falha no sistema de informática da companhia Delta Airlines provocou o atraso da sua #Viagem e da de todos os outros passageiros que também aguardavam. Houve uma declaração pública da parte da companhia se responsabilizando, mas a solução tardou.

A notícia foi divulgada no site myAJC, e, de acordo com as informações, o voo marcado para segunda-feira acabou reagendado para terça, contudo atrasou seis horas. Após perder sua conexão em Atlanta, Molly aguardou até a meia-noite por outro voo e este acabou sendo cancelado na última hora. Mesmo ficando até as 4h30 da manhã no telefone com a companhia aérea, ela não conseguiu resolver o problema e ainda recebeu o comunicado de que não teria mais vouchers (comprovantes com o nome do cliente e o serviço que ele tem direito) para custear a noite em um hotel próximo.

Publicidade

Assim, mãe e bebê dormiram no chão do aeroporto. A fotografia viralizada nas redes sociais foi tirada na manhã da quarta-feira (10), quando Molly ligava para os pais pedindo que fossem buscar a ela e a filha. Embora o voo estivesse programado para quinta, dessa vez, ela se fartou de esperar. A Delta Airlines sofreu um prejuízo de US$ 200 (equivalente a R$ 640,82) em vales aos clientes afetados e ainda a renúncia de taxas de alteração para novas reservas. Enquanto painéis digitais agradeciam a paciência das pessoas, alguns reclamantes do Twitter receberam flores ou cartões de presente.

Molly não achou muito, considerando os custos adicionais de cuidados infantis por dois dias com as duas crianças que tem em casa. “A experiência definitivamente me fez questionar se eles são uma opção melhor”, ela declarou. #EUA