Bethanie Miller, de 21 anos, contou a agonia vivida nos primeiros momentos de vida de sua filha, Evelie. Quando sua bolsa estourou, viu um líquido verde e correu para o hospital. Nos primeiros exames, os médicos não estavam conseguindo escutar o coração da bebê, causando pânico à família de Bethanie. Por isso mesmo, fizeram uma cesárea de urgência, mas o pior ainda estava por vir. Quando Evelie nasceu, seu coração não estava batendo e, durante oito minutos, os médicos não detectaram qualquer sinal de vida na bebê até que seus esforços de reanimação foram recompensados e a bebê conseguiu sobreviver. 

Foram momentos angustiantes os vividos pela inglesa Bethanie, que não queria acreditar no que estava acontecendo.

Publicidade
Publicidade

Os médicos estavam quase desistindo, quando a bebê deu os primeiros sinais de vida. Apesar de ter o coração batendo, as preocupações estavam longe de terminar e a bebê foi mesmo encaminhada para um outro hospital, onde ficou durante os primeiros três meses de vida. Nesse momento, as notícias eram as piores. Os médicos falaram para a família que Evelie seria, para sempre, um "vegetal" e que as pequenas coisas que todas as crianças fazem, ela não iria conseguir. 

Depois de um primeiro milagre e de toda a felicidade vivida pela bebê ter ressuscitado depois de um nascimento bem atribulado, a família voltava a entrar em desespero. nesse momento, a família acreditava que "Evelie jamais iria falar, escutar ou caminhar". Bethanie contou que são muito positivos, mas  sua esperança estava sendo arruinada e tudo que conseguia fazer era chorar o tempo todo. 

Apesar de todos os maus prognósticos, a mãe acredita que seu positivismo compensou e a verdade é que a menina surpreendeu a todos e demonstrou melhoras de sua #Saúde.

Publicidade

Entretanto, ainda é cedo para avaliar o real estado da pequena Evelie e só por volta dos dois anos se terá toda a certeza sobre a gravidade do seu estado. Mas, por agora, Evelie é como qualquer outro bebê de sua idade, e a confiança de seus pais não poderia estar melhor. A menina tem se desenvolvido muito bem e a mãe não duvida que a sua filha é um "milagre". 

A menina já consegue se sentar e até começou batendo palmas antes do tempo normal de outros #Bebês, razões que fazem a mãe ter a certeza que Evelie "é incrível". Bethanie contou que nunca foi muito crente, até viver tudo o que tem vivido com Evelie e, agora sim, tem razões para acreditar que nada é impossível. Sem dúvida, uma lição de fé.  #Europa