É muito comum nas ruas da #Tailândia moradores e turistas encontrarem milhões de cães e gatos abandonados, em situação de risco, e na maioria das vezes sendo maltratados por quem passa por eles. Muitos dos #cães e gatos estão doentes, gravemente feridos por terem sofrido algum atropelamento ou simplesmente abusados. Por isso a ONG Soi Dog Foundantion resgata e ajuda milhões de animais #abandonados na Tailândia.

Como é o caso do cachorro Cola, que teve as duas patinhas dianteiras cortadas com uma espada em um ataque de raiva de um vizinho. Seu crime foi mastigar os sapatos do vizinho. Gravemente ferido, Cola perdeu muito sangue e sentia uma dor agonizante e necessitava de tratamento especializado, se não poderia morrer.

Publicidade
Publicidade

Com as doações recebidas pela ONG, foi possível transferir Cola para uma clínica particular em Bangkok, lá recebeu o tratamento indicado, foi estabilizado e passou por uma cirurgia.

Com muita felicidade, a ONG Soi Dog compartilhou em sua página que o cãozinho Cola sobreviveu e está totalmente recuperado e recebeu próteses nas patas que lhe permitem correr e caminhar novamente. E a ONG ainda afirma que a recuperação extraordinária de Coli só foi possível graças às doações de milhares de pessoas que se solidarizaram com a história.

A Soi Dog divulgou em sua página as fotos de Cola com as patinhas mutiladas, porém com tarja, as imagens são chocantes, Cola estava agonizando, mas ainda respondendo aos estímulos. 

Na página no Facebook da ONG, é possível ver um vídeo publicado sobre a recuperação de Cola e recebendo suas próteses.

Publicidade

No vídeo Cola está feliz por receber essa ajuda e correndo e brincando com os veterinários e voluntários. Além do vídeo, a Soi Dog também publicou fotos de Cola totalmente recuperado e se divertido com a prótese. 

Com essa história comovente, a ONG pede doações para poder ajudar mais animaizinhos como Cola, e afirma que não é necessário ser da Tailândia para fazer doações e ajudar diversos animais em situações de risco. É possível fazer as doações na página da ONG ou pelo Facebook.

Veja o vídeo e fique emocionado:

#Comportamento