#canibalismo é um dos crimes mais estranhos e repugnantes que uma pessoa pode cometer. Mas, infelizmente, elas os cometem. O caso mais recente foi na Flórida, cometido por um estudante universitário de 19 anos.

O suspeito do ataque violento a um casal, na Florida, é Austin Kelly Harrouff, que foi preso na segunda-feira (16), após matar o casal  Michelle Stevens and John Stevens III. A polícia conta que, quando chegou ao local do #Crime, Harrouff estava mordendo o rosto de Stevens e precisou ser arrancado de cima do corpo da vítima.

O suspeito está internado, em estado de "deterioração", informou a polícia. Há a suspeita de que o ataque tenha sido motivado pelo uso de uma droga sintética, conhecida como "flakka".

Publicidade
Publicidade

Apesar dos resultados do exame toxicológico não terem ainda sido divulgados, a polícia tem certeza de que se trata disso. 

A droga sintética é chamada de "five dollar insanity" (cinco dólares de insanidade, em tradução livre), porque causa alucinações, psicose e força sobre-humana.

Abaixo, uma imagem do jovem de 19 anos.

Este caso foi, supostamente, causado pelo uso de drogas. Mas sabe-se que o canibalismo é um crime praticado por pessoas que simplesmente sentem prazer em fazer isso. Filmes que mostram essa prática, apesar de serem ficção, mostram a verdade sobre quem pratica canibalismo.

Casos arrepiantes de canibalismo 

Armin Meiews, um canibal alemão, contou detalhes do que ele fez com seu amante, em um documentário intitulado "Entrevista com um Canibal".

Publicidade

Meiews diz que uma de suas refeições foi um pedaço de carne [do seu amante], frito, com salada de brotos.

Bernd Brandes era a vítima. Acontece que, para deixar tudo ainda mais macabro, Meiews contou que Brandes o procurou por vontade própria. Ele contou também que tinha essa vontade desde a adolescência, e que esperou mais de 40 anos para que isso acontecesse, disse que leu muito sobre o assunto, mas que só agiu após a morte de sua mãe.

Além desse, há, ao longo do tempo, vários outros casos do tipo. Assim como há casos em que se praticou canibalismo em situações de desespero, em casos de sobrevivência. #Investigação Criminal