Um #Vídeo que mostra uma criança, de apenas 4 anos, sendo arremessada de uma ponte está comovendo e revoltando pessoa no mundo inteiro. As imagens estão circulando nas redes sociais e causam grande indignação. O fato aconteceu na cidade de Montesano, no estado de Washington, Estados Unidos, na última quarta-feira (24), em uma ponte localizada em "Devonshire".

As imagens viralizaram imediatamente nas redes sociais e o homem que compartilhou o vídeo ainda postou uma legenda dizendo que tal cena é resultado de pais que não dão a mínima importância aos seus filhos. Ele contou ainda que a gravação foi feita enquanto estava com seus amigos próximo ao local.

Publicidade
Publicidade

Ao notar o que a mulher pretendia fazer, ele começou a gravar, e ainda afirma que a mãe não chegou a jogar o próprio filho da ponte, mas permitiu que uma pessoa estranha o fizesse e só por diversão.

Kaylub Fawley foi quem gravou o vídeo e depois o postou nas redes sociais. Ele garante que um homem desconhecido foi responsável por arremessar a criança, mas com o consentimento da mãe, que estava ao seu lado e nada fez para impedir. A criança não morreu afogada porque na água havia um outro adulto esperando por ela. Pelo visto, a brincadeira consistia em uma pessoa lançar a criança da ponte e a outra pegá-la na água antes que ela se afogasse.

A polícia já foi acionada e deu início às investigações. As primeiras informações a respeito do caso é que a criança está bem, sem ferimentos e que o local é de acesso restrito, sendo que nenhum dos presentes na cena poderiam estar ali, já que não tinham permissão.

Publicidade

No mais, não há nenhuma novidade sobre o caso, pois a polícia ainda não informou se o pai foi informado sobre o caso e muito menos se a criança será afastada da mãe, que juntamente com os demais envolvidos, irá responder a um processo.

No vídeo abaixo você verá o momento exato em que a criança é jogada da ponte e observe que dentro do rio há um adulto a aguardando. No lado direito do vídeo, às margens do rio, é possível ver ainda pelo menos 4 pessoas assistindo à cena.

#Crime #Casos de polícia