Uma cena emocionou a todos que estavam presentes quando a atleta olímpica Shaunae Miller foi a grande vencedora da corrida de 400 metros feminino. Por apenas 7 centésimos de segundo ela conseguiu vencer Allyson Feliz, que estava entre as mais favoritas na competição.

A Americana Allyson já tem 4 medalhas de ouro e quase ganhou a 5°, se não fosse o desempenho e a da atleta Shaunae. O testemunho da atleta quase passou despercebido pela imprensa, mas sua linda atitude fez com que isso não acontecesse. Logo após a vitória, ela se jogou no chão e levantou suas mãos para cima, mostrando gratidão a Jesus Cristo. Declarando estar muito emocionada e que ela jamais teria chegado ali se não fosse a ajuda do nosso senhor, completando que estava extremamente feliz e grata pelas bênçãos que ela vem alcançando com a sua fé.

Publicidade
Publicidade

A corrida foi tão cansativa e competitiva, que Miller precisou “mergulhar” de cabeça, para garantir a sua vitória, foi um esforço extremo para que ela conseguisse vencer a prova e ganhar a medalha de ouro.

Shaunae, de apenas 22 anos, foi porta bandeira das Bahamas na cerimônia de abertura dos jogos olímpicos, ela se dedica aos seus estudos na Universidade da Geórgia e também já é vista como uma atleta profissional que está sendo patrocinada pela renomada marca Adidas.

Em coletiva à imprensa, a atleta fez questão de demostrar a sua fé em Deus. “É um dos momentos mais emocionantes para mim, eu tenho muito a agradecer, principalmente pela presença de Deus em minha vida”, algumas pessoas questionaram o seu gesto final, “Foi pensando ou você tropeçou?”, pois se ela não tivesse caído, possivelmente, iria ficar com a medalha Prata na competição.

Publicidade

A atleta fala que nada foi proposital, mas reafirmou que isso não invalida a sua grande vitória, “Eu tenho treinado muito, o ano todo e não perdi nenhuma das cinco provas que participei”, destacou ela.

Seu país é uma ilha bem pequena que abriga cerca de 380 mil pessoas, e nunca se dedicou a competições esportivas mundiais, a atleta foi a primeira medalhista capaz de levar o título ao pequeno país.

Seus conterrâneos estão extremamente orgulhosos por ter uma mulher batalhadora e vencedora, e afirmam que a sua fé contribuiu para que ela alcance a vitória. #Olimpíadas #Religião