Apesar dos objetos inanimados não serem compostos por substâncias orgânicas, ao longo do tempo surgem relatos de estátuas sacras que parecem expelir sangue pelos olhos.

Embora a maioria delas seja descartada como fraude, existem casos que ainda permanecem sem explicação, como o ocorrido em 2012, numa paróquia localizada entre os municípios de Poço de Caldas (MG) e Águas da Prata (SP).

Na ocasião, a imagem de Nossa Senhora das Dores comoveu milhares de pessoas ao chorar sangue durante uma semana. Contudo, cientistas não tiveram tempo de analisá-la. Bandidos invadiram o local e destruíram a estátua. Agora, um novo caso tem chamado atenção da imprensa internacional.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do jornal europeu Daily Mirror, desta quinta-feira (18), habitantes do departamento de Pando, na Bolívia, alegam que há uma semana uma imagem da Virgem Maria – mãe de Jesus na crença Católica -, tem chorado sangue. Além disso, o líquido vermelho também escorre pelas mãos do objeto.  

Fiéis da Igreja onde a imagem está guardada, não têm dúvidas de que um milagre está acontecendo no local. Eles rezam de forma frenética pela estátua. E pelo jeito não são apenas os crentes que creem no ‘milagre’. O pároco da igreja, padre José Luis Mamani, acredita que a estátua da mãe de Jesus realmente expele sangue pelos olhos e pelas mãos.

Devido aos crescentes comentários sobre o fenômeno e às constantes reportagens da imprensa local, médicos de um hospital naquela região analisarão a substância vermelha com objetivo de comprovar ou não a afirmativa dos fiéis.

Publicidade

Esse não é o primeiro caso de estátua a supostamente ‘chorar sangue’ neste ano. Segundo o Mirror, três meses atrás centenas de peregrinos se reuniram num pequeno município da Colômbia, no intuito de ver outra imagem da Virgem Maria. Na ocasião, ela havia ejetado apenas uma única gota do líquido.

Até o momento, a análise da substância vermelha detectada na estátua não foi revelada pelos médicos à frente do estudo.

O Vaticano acompanha o caso com prudência. Contudo, é imperativo ressaltar que ao longo dos anos, dezenas de objetos religiosos, aparentemente milagrosos, foram identificados como fraudulentos. Na maioria das vezes, os fiéis são responsáveis pelas farsas.

  #Mídia #Curiosidades #Viral