Cinco amigos de Londres estavam passando o dia na ##Praia quando o impensável aconteceu. Ao perceberem que dois dos homens estavam em apuros, na água, os três outros tentaram socorrer eles. Mas, em vez de ajudarem, também eles foram sugados pelo mar no Essex, terminando mais uma #tragédia nas praias inglesas nesse verão quente na ##Europa

Têm sido várias as notícias de mortes nas praias inglesas. Essa última se deveu ao afogamento, quando cinco amigos, que pertenciam a comunidade do Sri Lanka de Londres, foram puxados para a água e não conseguiram mais sair. Apesar da praia estar lotada, com mais de 25 mil pessoas, ninguém conseguiu evitar essa #Tragédia.

Publicidade
Publicidade

Os paramédicos foram rápidos no socorro, retirando as vítimas e as levando logo para o hospital, enquanto tentavam todas as manobras de reanimação. Apesar dos esforços dos médicos, os cinco amigos, que planejaram essa viagem para a praia, acabaram morrendo. 

Três deles foram retirados da água pouco tempo depois do incidente, ainda com pulsação batendo. Mas, não resistiram por muito mais tempo. Os outros dois amigos foram resgatados apenas durante a noite, em uma operação de resgate que envolveu vários meios de socorro. 

Para os familiares das vítimas, essa tragédia poderia ter sido evitada se o socorro fosse imediato, uma vez que quando os bombeiros chegaram, eles ainda teriam demorado a localizar o local onde as vítimas se tinham afogado. Uma situação que poderia não ter acontecido se essa praia tivesse salva-vidas que, por muito estranho que possa parecer, não tinha.

Publicidade

O irmão de uma das vítimas lamenta que uma praia com 25 mil pessoas não tivesse um único salva-vidas presente, mesmo com sítios perigosos, e com correntes fortes, como as que vitimaram esses cinco amigos. 

Essa praia, de Camber Sands, é uma das maiores e mais planas de toda a Grã-Bretanha e, por isso mesmo, muito procurada por banhistas ingleses e muitos turistas também. Apesar da procura e de estar quase sempre lotada, ela é bem perigosa, por culpa dos bancos de areia que vão se formando. Em segundos, as pessoas podem ficar cercadas por água assim que a maré corre. Teria sido isso que teria acontecido com os dois amigos que foram primeiramente apanhados nessa armadilha. Assim que os amigos os tentaram salvar, foram também puxados, em uma das maiores tragédias desse verão, na praia.