A #droga krokodil foi originada na Rússia e está se propagando rapidamente para os países das Américas. Sua formação deriva da codeína, um elemento familiar ao ópio, usado para amenizar dores. Essa droga excede todas as outras, o motivo é que possui a capacidade de causar ferimentos nos tecidos e até mesmo nos ossos dos usuários, a carne entra em estado de putrefação e os ossos chegam a se despedaçar. A capacidade de dano deste narcótico é imensamente danosa à raça humana e o seu valor é relativamente baixo em comparação a outras. 

A busca pela droga

O motivo de krokodil ser tão procurada e usada é pelo efeito semelhante ao da heroína mas com preços mais alcançáveis devido a sua síntese feita de forma precária pelos produtores que utilizam materiais baratos comprados em lojas de conveniência e não se importam com impurezas ou sujeiras.

Publicidade
Publicidade

Pela semelhança de efeitos com outro alucinógeno foi chamada também de "heroína para os pobres" pelos seus fabricantes. 

A epidemia entorpecente pode alcançar o país 

A droga rapidamente se difundiu desde que foi criada e o seu alastramento é preocupante pela alta quantidade de usuários de entorpecentes no Brasil. A capacidade danosa que este químico possui não se assemelha a nenhum outro e pode aumentar a taxa de mortalidade no país de forma muito brusca comprometendo também a economia pela falta de mão-de-obra no país. À parte disto, o prejuízo humanitário que a nação terá com a perda de pessoas por uma droga em tão pouco tempo será lastimável. 

O futuro com a droga 

O fim do mundo, resumidamente. Os usuários são guiados pelo seu vício para sua própria cova, a perda de valores éticos e morais sejam pessoais ou coletivos perdem os sentidos e deixam-se levar para o fim que é antecipado pelo apodrecimento dos tecidos.

Publicidade

Entidades governamentais precisam mobilizar-se para evitarem a chegada de krokodil ao país para evitar todos os danos que podem acontecer às pessoas. Essa droga excede todas outras e a expectativa de um viciado por ela chega a ser apenas de um ano.  #perigo