O indonésio Waluyo virou notícia em todo o mundo após ser dado como morto e um ano depois aparecer "vivinho da Silva". De acordo com informações do portal de notícias UOL, Waluyo morreu no dia 07 de maio do ano passado, vítima de um acidente de trânsito na cidade de Gunung Kidul. Pelo menos era isso o que todos acreditavam até então. O homem acidentado ainda chegou a ficar muitos dias em coma, mobilizando família e amigos, sendo declarado oficialmente como falecido. Uma pessoa muito amada, o indonésio teve um velório cheio de pompa, que ficou completamente lotado, devido à concorrência. Centenas de pessoas constataram que era o corpo dele que estava ali.

Publicidade
Publicidade

Houve então o cerimonial de enterro. 

No entanto, para o espanto geral da nação, Waluyo voltou para casa nos últimos dias. Ele entrou na residência onde morava sem nem bater na porta, quase matando de susto algumas pessoas e fazendo outras ficarem muito felizes. Teve gente que demorou para acreditar que o que estivesse acontecendo fosse verdade. Seria ele um espírito? Como assim um morto pode retornar à vida com tanta naturalidade? Essas foram só algumas das perguntas feitas pelos indonésios revoltados. Como então explicar algo tão bizarro? Com a palavra o próprio Waluyo.

Após retornar da "viagem misteriosa", o homem disse que nunca morreu. Oi? Segundo o próprio, não era ele quem sofreu o tal acidente que deixou o agora outro senhor em coma e que culminou com a #Morte dele.

Publicidade

O suposto falecido revelou que estava trabalhando em outra cidade, realizando atividades como gari. Ele, no entanto, não havia avisado à família da tal viagem e nunca ligou nesse meio tempo. Após ser demitido, ele sentiu saudade e decidiu abraças os entes queridos. Já há quem diga que o homem teria planejado a própria morte, mas enganando todo mundo com o enterro de outro corpo. 

Outra pergunta também deixa tensa a família do "morto-vivo". Já que ele está vivo, quem será que foi parar na cova destinada ao homem fujão? Essa pergunta a gente não sabe responder.