E a história envolvendo uma mãe apaixonada pelo próprio filho virou uma novela. Nesta sexta-feira, 12, o jornal 'O Globo' publicou mais uma etapa dessa novela, que envolve o jovem Caleb Peterson, de 19 anos, e sua progenitora, Monica Mares, de 36. Após colocar Caleb para adoção, Monica não viu mais o filho até que ele ficasse adulto. Vendo o 'homão' que ele se tornou, ela se apaixonou pelo rapaz. O primeiro encontro dos dois foi selado por um longo beijo, que levou ao relacionamento sexual da dupla. O casal agora não pode mais se ver por determinação da Justiça. Eles estão sendo julgados por incesto. 

O suposto #Crime aconteceu na cidade de Novo México, nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

Caso o crime de incesto seja comprovado, os dois ficariam um ano e meio na cadeia, mas em celas separadas, é claro. O jornalismo americano está revoltado com o relacionamento  da mãe com o filho e comentaristas pedem que os dois sejam condenados. O casal, no entanto, acredita que terá um final feliz. Para isso, eles decidiram que é necessário levar essa história pára a Suprema Corte, uma espécie de STF dos Estados Unidos. 

Agora os dois "pombinhos" tentam arrecadar dinheiro para conseguir isso. Eles lançaram uma campanha em um site de financiamento coletivo, o 'GofundMe'. Os dois realizam um apelo para conseguir dinheiro para essa missão. Até o momento, eles ainda não tem um advogado para defendê-los. E a grana para a missão não é pouca não. Segundo o site, os dois querem R$ 80 mil para conseguirem expandir esse amor louco para o mundo.

Publicidade

O problema é que até agora o pessoal não anda muito disposto a doar. As  doações estão em R$ 320, não chegando nem a meio por cento do necessário.

 

Apesar do casal estar sendo criticado pela maioria, há sempre, é claro, aqueles que os defendam. Entidades que defendem o fim do preconceito já começam a dar os primeiros passos pedindo a mobilização. Mas aí também houve outro problema. Até mesmo os ativistas não concordam com o relacionamento entre mãe e filho, até porque não falta gente nesse mundão de Deus.  #Família