A famíla de Neysi Perez, de 16 anos, passou por apuros no ano passado. O caso deles voltou a repercutir por conta de um programa de televisão exibido nesta terça-feira, 02. Eles contaram o que aconteceu quando viram que nem sempre a morte é o fim de tudo. Os pais de Neysi precisaram lidar com a morte dela duas vezes. Isso porque durante o enterro, que ocorreu na cidade de 'La Entrada', em Honduras, a moça 'acordou' no caixão e provocou tamanho desespero. O caso estranho ganhou a imprensa internacional e foi noticiado pelo inglês 'The Mirror'. 

Segundo o jornal, a menina estava grávida de três meses quando morreu "pela primeira vez".

Publicidade
Publicidade

A família encontrou ela desacordada dentro do banheiro e falou-se até na possibilidade de suicídio. A jovem acaba de se casar, então, a família decidiu que ela deveria ser enterrada com seu vestido de noiva. Um dias depois, no entanto, o viúvo da mulher, Rody Gonzales, decidiu  fazer uma visita ao túmulo da amada. Lá,no entanto, ele ouviu o pedido de socorro da moça. Acreditando que talvez pudesse ser uma alucinação devido à emoção, ele chamou várias pessoas, que também ouviram as batidas. Elas então desesperadas quebraram a lápide para retirar a mulher. 

O momento foi todo gravado por celular. A jovem passou por uma tentativa de reanimação no próprio local. Em seguida, ela foi carregada para o hospital. Segundo os presentes, ela parecia respirar, mas não respondia aos apelos dos amigos e parentes.

Publicidade

O hospital foi praticamente quebrado pela família em apuros. Médicos examinaram o corpo da adolescente ainda dentro do caixão. O ritual macabro incluiu exames especializados, mas nenhum sinal de vida foi encontrado.

A família, no entanto, apenas aceitou fazer o enterro algumas horas depois, quando já não acreditava mais que ela pudesse estar viva. A jovem então recebeu um novo atestado de óbito e foi dada como morta pela segunda vez. O caso causa muito espanto na cidade e moradores tem medo que a menina agora possa estar a assombrar o cemitério onde foi encontrada. #Investigação Criminal