Em um programa de TV no México, um leão "atacou" uma criança. Apesar das imagens parecerem fortes, a criança não teve ferimentos graves e passa bem. O vídeo bombou na internet e assustou muita gente que assistia no momento. O caso aconteceu no programa Con Sello de Mujer.

Na hora do ataque estava a mãe e a filha. Durante a entrevista em que o treinador do leão falava sobre o felino, surgiu o #Ataque do mesmo em cima da criança.

O leão pula em cima da menina e agarra suas pernas; a criança começa a chorar com medo e sua mãe, em pânico começa a puxar a menina. Porém, a treinadora do leão pede para a mãe ficar tranquila. Ao final, a criança não se feriu gravemente.

Publicidade
Publicidade

Após o susto tomado por todos, a treinadora explicou que o leão só estava brincando. "Calma, nada aconteceu. Ele é um filhote de seis meses. Ele gosta de crianças, porque tudo que tem menos de 70 centímetros parece um brinquedo", explicou a treinadora.

A treinadora disse que aquela atitude do felino não foi de machucar a criança, e sim, de brincar com ela. Ela explicou que, pelo tamanho da criança e pelo modo como a mãe a segurava, o leão ficou com interesse em "brincar" com a menina. Na hora a treinadora tentou acalmar dizendo: "Tranquilo, tranquilo...".

ASSISTA O VÍDEO DO ATAQUE:

Não é nada incomum ver ataques e #Animais em programas ao vivo, ou até mesmo em zoológicos. Isso acontece muito quando os humanos tentam invadir o habitat natural dos animais; eles se sentem ameaçados, e assim, partem para o ataque para se defenderem.

Publicidade

Não deve ter sido esse o caso do ataque desse leão; por ter apenas 6 meses de vida, talvez ele só quisesse "brincar" mesmo com a criança, mas todo cuidado é pouco em relação a animais que têm instinto de atacar quando se sente ameaçados.

CASO MAIS RECENTE

Um caso mais recente foi de um garoto que caiu na jaula de um gorila e foi arrastado várias vezes dentro da jaula. Após o gorila ser 'abatido' com tranquilizantes, foi exigido que o animal fosse sacrificado. Mesmo tendo seu local sido 'invadido' pela criança, e com o argumento de que apenas queria se defender daquele ser que o considerava estranho, o animal teve que ser sacrificado. #AoVivo