Depois que a foto do menino Omran Dagneesh, de apenas 5 anos, ao lado de sua irmã foi postada na internet, a notícia sobre a guerra na #síria viralizou. Quem não se comoveu com a imagem da criança ferida e suja? O menino foi fotografado logo após ser resgatado dos escombros, ainda estava cheio de poeira e sangue na ambulância que o socorria.

A imagem registrada se tornou o novo símbolo do sofrimento enfrentado pelo povo da Síria, que está vivendo em meio a um conflito civil que já dura 5 anos. O garotinho foi retirado dos escombros do prédio em que estava, quando foi atingido por um bombardeio em Aleppo.

Ataque em Aleppo ocorreu em área que pertence à oposição

Ativistas registraram o momento em que o menino era resgatado com vida e sem ferimentos graves, dos escombros do prédio em que estava ao ser bombardeado.

Publicidade
Publicidade

A imagem registrada chocou o mundo na data de hoje (18), mostrando o drama que a população na Síria está vivendo há cinco anos.

O prédio em que a criança estava quando foi bombardeado, nessa última quarta-feira a noite (17), fica em Al-Qatergui, um bairro em Aleppo, ao leste da cidade. Ativistas do Centro de Informação de Aleppo estavam no local e registraram todos os momentos, inclusive o do resgate da criança.

O vídeo gerou milhares de visualizações na internet e mostra quando a Defesa Civil está fazendo o resgate e um dos seus membros sai dos escombros com a criança em seus braços. Com certeza as imagens gravadas são de chocar, afinal, trata-se de uma criança de 05 anos que está ferida, assustada e sozinha.

Durante as imagens do vídeo, é possível ver quando o menino percebe que está ferido, ao passar a mão sobre o seu rosto e vê-la coberta de sangue.

Publicidade

A família de Omran também é resgatada

Não demorou muito para que a família do menino fosse resgatada, ou seja, seus três irmãos (uma criança de apenas 1 ano e outras duas de 6 e 11 anos de idade), junto com seu pai e sua mãe. Conforme notícias, a família inteira sofreu apenas ferimentos leves e o prédio em que moravam desmoronou em menos de uma hora após o resgate. #Desolação #Tristeza