Quando se fala em grandes filmes do cinema, nós podemos nos recordar do clássico “Titanic”. A história da embarcação que nunca afundava, e acabou afundando, é uma das mais extraordinárias e lamentáveis do mundo, pois o triste fato levou à morte de cerca de 1.500 passageiros a bordo do transatlântico britânico. Um evento tão terrível quanto, mas com perdas menores, ocorreu em 2012, no litoral da Ilha de Giglio, em Toscana. Quem estava a bordo do cruzeiro Costa Concordia, naquela sexta-feira (13) de janeiro, era a atual modelo e estudante de Ciências da Educação, Nicole di Mario.

A jovem italiana, de 20 anos, sobreviveu ao acidente quando o navio bateu em uma rocha e avariou seu casco, perto da sala de máquinas.

Publicidade
Publicidade

A #Tragédia que deixou 32 mortos foi descrita por Nicole como “uma experiência dramática, terrível”. Ela estava presa na cabine, devido à embarcação ter se inclinado para os lados, e depois de entrar numa fila para pegar um colete salva-vidas, finalmente, conseguiu pegar o último bote. Quatro anos mais tarde e a modelo escapou de outro desastre na Itália: o #Terremoto que abalou a cidade de Amatrice, nesta quarta-feira (24). A magnitude registrada em 6,2 deixou 278 mortos.

Nicole estava instalada na casa de sua família em Borbona, região do Lácio, quando sentiu o tremor que se alastrou pelos 18 km de distância. Ao relatar sua história para o jornal local, “Corriere di Rieti”, ela contou que dormia no momento e acordou assustada. “Saímos e não voltamos a entrar em casa. Passamos a noite toda no campo de futebol e depois no campo”, a moça disse.

Publicidade

A situação já era delicada, pois sua visita se devia ao enterro da avó, Domenica. Graças ao terremoto, a cerimônia acabou sendo realizada na praça da cidade, já que a igreja não era um lugar seguro.

Mesmo declarando um sentimento de impotência na hora do acidente, descrito como mais forte do que o sentido no dia do naufrágio, Nicole desfilou na noite desta quinta-feira (25) na final do concurso Miss Úmbria, no centro do país. Uma coisa é certa: a jovem é uma sobrevivente de muita sorte e garra. #Moda