Um motorista de caminhão inglês morreu durante sua pausa, quando estava fazendo uma viagem de trabalho. O homem estava viajando para a Grécia, mas parou para descanso ainda na Itália. Durante esse período em que estaria passando mal, o homem acabou morrendo e o que se seguiu está chocando o mundo. A firma do para quem o homem trabalhava mandou pegar o caminhão na Itália, mas não mandou transportar o corpo, abandonando o homem na Itália, se recusando a fazer a transladação do mesmo para o Reino Unido. 

Empresa alega morte por "causas naturais"

Depois de recolher o caminhão em um outro país, deixando para trás o corpo do motorista, a empresa começou sendo criticada por todos.

Publicidade
Publicidade

No Reino Unido, são vários os comentários contra a atuação dessa firma inglesa. Paul Stanyard trabalhava de camionista há mais de 40 anos e acabou morrendo, sozinho, enquanto aguardava para ser transportado, de barco, para a Grécia. 

Paul morreu durante a pausa e a firma está alegando que seguro nenhum cobre isso, uma vez que o homem teria morrido de "causas naturais". Em caso de acidente, a seguradora iria pagar a transladação do seu corpo para o Reino Unido, mas não nesse caso de morte natural. 

Família acusa empresa

Apesar da firma dos caminhões, Matthews Transport,  estar se defendendo com a questão dos seguros, a família de Paul não se cala. Para a viúva, Pamela Hirst, tudo isso não passaria de uma desculpa da empresa, uma vez que eles poderiam pagar, do seu bolso, esse transporte. De acordo com as declarações de Pamela para o jornal The Sun, essa empresa está avaliada em quase cinco milhões de libras e seriam precisos somente 17 mil libras para levar Paul de volta para o Reino Unido, para que seu funeral se pudesse realizar.

Publicidade

"Isso é um escândalo", contou a esposa de Paul, ainda chocada com toda essa situação e sem poder fazer o seu luto convenientemente. 

Pamela e a família pensam que, da mesma forma que a empresa pôde pagar para que alguém viajasse para pegar o caminhão de volta, também poderia pagar para levar Paul de volta. Entretanto, já estão realizando uma recolha de fundos para pagar o transporte, com muitas pessoas contribuindo para ajudar a família de Paul.  #Europa