É incrível a capacidade que algumas pessoas têm de articular planos para enganar quem tem bom coração e tirar vantagem financeira com isso. Não dá nem para acreditar, mas uma mãe americana inventou um câncer em sua própria filha com o objetivo de arrecadar dinheiro para o falso tratamento.

Jessica Lynn Good, de 32 anos, moradora da cidade de Enid, em Oklahoma, nos Estados Unidos, foi presa na última sexta-feira (12), após arrecadar mais de R$ 60 mil reais em doações, inclusive da própria família, para o falso tratamento de câncer da filha de 4 anos, inventado pela mesma. 

A mulher se apresentou de forma voluntária à polícia e confessou a #fraude praticada perante um juiz.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, Jessica enganou os parentes sobre a situação de saúde da filha, inclusive o marido.

A americana usou a rede social e sites para fazer uma campanha e arrecadar dinheiro para o tratamento da menina. De acordo com os relatos da mãe nas publicações, a filha havia sido diagnosticada com linfomas e até mesmo paralisia cerebral. Os apelos da mulher comoveram internautas e a mesma recebeu inúmeras doações. 

O caso começou a ser investigado no mês de julho, depois que o pastor de uma igreja desconfiou que tudo não passava de uma armação da mulher e a denunciou às autoridades. Pessoas próximas à mulher também desconfiaram e acharam estranho o fato da mãe afirmar que a filha estava realizando quimioterapia, mas o cabelo da mesma não estava caindo. 

Segundo Jack Morris, porta-voz da Polícia da cidade de Enid, após as denuncias os investigadores tiveram acesso aos relatórios médicos da menina e descobriram a fraude praticada pela mãe.

Publicidade

Não havia nenhum indício de que a #criança estivesse em tratamento contra o câncer, nem que já tivesse sido diagnosticada com a #Doença.

Segundo a polícia local, a princípio a americana responderá pelo crime de fraude, mas outras acusações ainda podem ser feitas contra  a mesma. Será apurado pela equipe policial se a menina foi submetida a abusos psicológicos pela mãe. 

Assim que foi revelada a fraude praticada pela mulher, as páginas de arrecadação foram retiradas do ar.