Informações do New York Daily News dão conta de que uma garota identificada como Victoria, de apenas 9 anos, teve metanfetamina injetada na veia e logos após acabou sendo vítima de abuso sexual. Se isso não fosse o suficiente, seus agressores resolveram estrangular a menina até a morte. Na ocasião, seu corpo foi enterrado no quintal de casa na última quarta feira (24), no dia de seu aniversário onde completaria 10 anos.

A polícia local teria sido avisada do crime, através de denúncia anônima, na qual um vizinho afirmou ter ouvido barulhos incomuns no interior da residência. A brutalidade do assassinato acabou chocando até os policiais envolvidos no caso.

Publicidade
Publicidade

De acordo com Gorden Eden, xerife da cidade de Albuquerque, os três suspeitos de praticar o crime foram identificados como Michelle, 35 anos, mãe da garota, seu namorado Fabian, 31 anos, e Jessica, uma prima da garota, também de 31 anos. O trio segue preso e  de acordo com as leis do estado do Novo México, poderão ser condenados a prisão perpétua, ou a pena de morte.

Em depoimento à polícia, o padrasto da menina negou seu envolvimento no crime. Mas de acordo com o depoimento de Michele, mãe da garota, ela afirma que foi Fabian quem teria aplicado a dose na garota violentando-a e estrangulando com a ajuda de Jéssica.

Homem foi preso após ser flagrado violentando uma menina de 3 anos nos Estados Unidos

No último dia (05), também nos Estados Unidos, o norte americano identificado como Charles Sadler de 34 anos, foi detido sob suspeita de abusar sexualmente de uma criança com apenas três anos de idade.

Publicidade

O caso teria sido descoberto após uma testemunha denunciar o caso a polícia. Segundo informações, o crime teria ocorrido na cidade de Columbus, no estado de Ohio, nos Estados Unidos.

Ainda de acordo com informações do jornal Daily Mail, uma testemunha que passava pelo local teria ouvido os grito da menina. Na ocasião, ela teria avistado uma criança seminua, sendo abusada por um homem dentro de uma casa abandonada. Foi então que ligou para polícia informando o ocorrido. Após ser abordado por policiais, o molestador ainda tentou fugir  mas acabou sendo preso e levado para delegacia. 

A menina foi conduzida para o hospital mais próximo onde recebeu cuidados e atualmente passa bem.  Em entrevista para o Daily Mail, a mãe da criança disse que sua filha considerava Charles como um tio. Infelizmente o homem acabou levando tal comparação para o lado errado. Após ser atuado, o homem segue segue preso sob a acusação de praticar estupro de vulnerável. Sua fiança foi avaliada em 200 mil dólares, o equivalente a 630 mil reais. #curiosiades #Entretenimento #Casos de polícia