Afinal, continuará havendo esperança para Maddie McCann? De acordo com as mais recentes informações, o governo inglês vai continuar financiando a procura pela menina inglesa, que está desaparecida desde 2007. Depois de tudo estar apontando para o final das buscas, a #polícia vai pedir mais dinheiro e a procura não vai parar. Desde que essa operação começou, já teriam sido gastos mais de doze milhões de libras de fundos públicos e são muitas as pessoas que vão criticando essa atuação, de estarem gastando todo esse dinheiro procurando pela Maddie, de uma forma como nunca fizeram com qualquer outra criança na Inglaterra. 

Em abril desse ano, Theresa May, que agora é primeira-ministra da Inglaterra, após a saída de David Cameron, em julho último, deu mais 95 mil libras, que seriam os últimos nessa investigação.

Publicidade
Publicidade

Os detetives da Operação Grange estavam seguindo a última pista, pela menina inglesa e após terminarem, a operação também terminaria.

Mas, alguns meses depois, tudo voltou a ser como antes. E, de acordo com as declarações de um porta-voz da polícia, enquanto houver pistas e possibilidades em aberto, a investigação não deverá parar. Por isso mesmo, as conversações entre a polícia britânica e o ministério do governo vão prosseguir, com a possibilidade de haver mais dinheiro para novas investigações. 

Maddie McCann desapareceu em maio de 2007, na praia da Luz, no Algarve. A menina estava passando férias com os seus pais e irmãos menores, quando teria sumido de dentro do apartamento, quando estaria sozinha com os irmãos gêmeos. Maddie estava com três anos nessa época e os gêmeos tinham quase dois anos e ficaram sozinhos em casa, de férias, enquanto Gerry e Kate McCann saíram para jantar com amigos.

Publicidade

Também, por isso, sempre caiu alguma suspeita sobre esses pais, que teriam sido negligentes, deixando as #crianças, tão pequenas, sozinhas. 

Algumas pistas teriam apontado até para que os pais estivessem envolvidos nesse sumiço. Certo é que muitas pistas foram seguidas e, depois de nove anos, continua-se sem saber se os detetives estão procurando por uma criança viva ou morta, sempre com muitas dúvidas envolvendo essa investigação. 

Com o anúncio de que mais dinheiro será dado para essa operação, os ingleses não demoraram para responder. No Twitter, Erika comenta que isso mais parece uma "brincadeira" e questiona "quantas outras crianças já desapareceram desde então" e se estão recebendo a mesma atenção e "financiamento". 

Para uma outra usuária do Twitter, toda essa situação parece lamentável, mas acredita que tudo isso é certamente uma "perda de dinheiro". 

#Europa #Casos de polícia