Segundo as autoridades portuguesas, até agora, ninguém soube informar o motivo do crime que acabou ocasionando na morte das três brasileiras em Portugal. De acordo com a polícia de Portugal, as vítimas estavam desaparecidas desde o início do ano. O #Crime teria ocorrido na região de Cascais, onde as vítimas identificadas como, Michelle Ferreira dos Santos, que estava no segundo mês de gestação, a irmã dela, Lidiane Santana, de 16 anos, e a namorada Thayaneila Mendes de 21 anos, foram encontradas mortas no fundo de um poço em uma região próxima a Tires. No local do crime, funciona um hotel para cães e gatos. O proprietário do estabelecimento foi indiciado pela morte das três jovens.

Publicidade
Publicidade

Crime foi executado por brasileiro

De acordo com as investigações, todas as evidências apontam para o brasileiro Dinai Gomes como principal suspeito de praticar o crime. Segundo informações da imprensa portuguesa e confirmadas por Vinícius Santana Ferreira, irmão de Michele e Lidiana, ele informou que sua irmã caçula, tinha um relacionamento amoroso com Thayane. Já Michele, a irmã mais velha, vivia em Portugal há 10 anos, foi então que, no final de 2015, ela teria enviado um convite para irmã mais nova ir morar com ela em Portugal. Na ocasião, Lidiana, entusiasmada com a oferta, acabou aceitando o convite. No início do ano, foi a vez de Thayane juntar-se às irmãs.

A polícia trabalha com duas hipóteses, a fim de concluir o caso. Na primeira, acredita-se de que Gomes, que mantinha um relacionamento com Michele, é considerado muito conservador, não aceitava o relacionamento homoafetivo entre Lidiana e Thayane.

Publicidade

A outra possibilidade é de que ele tentou esconder da atual esposa no Brasil de que Michele estaria grávida de um filho seu.

Em nota, José Serra, Ministro das Relações Exteriores, afirma que ainda não foi notificado pelas autoridades portuguesas sobre o caso envolvendo o #assassinato das três mulheres. Porém, o Itamaraty informa que o consulado brasileiro em Lisboa foi acionado e está acompanhando o caso de perto.

Durante um coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (29), as autoridades responsáveis pelo caso afirmaram que o assassino teria fugido para o Brasil após executar o crime. Ainda, de acordo com a polícia, através de uma investigação em parceria com policiais brasileiros, foi possível chegar até o suspeito e, na ocasião, foi efetuada sua prisão. Agora as autoridades portuguesas pretendem emitir um pedido de extradição para que autor do crime possa cumprir a pena em Portugal.

De acordo com o relato de pessoas próximas à Michele, Gomes costumava ser agressivo com ela, inclusive já teria lhe feito diversas ameaças de morte se, por acaso, ela engravidasse dele.

Publicidade

Após ser notificada do desaparecimento das filhas, Solange Santana Leite, conta que teria entrado em contato com Dinai, a fim de obter informações. Ironicamente, o homem fez questão de acalmar a sogra, afirmando a ela que as filhas haviam viajado para Londres para estudar e, em breve, fariam contato. Agora, a mulher depende de ajuda financeira para fazer o translado dos corpos para o Brasil. #Casos de polícia