Nos Estados Unidos da América, um pai foi trabalhar e se esqueceu do bebê de apenas seis meses dentro do carro. Quando regressou, a criança já estava morta. Ainda chamou a emergência, mas todos os esforços para reanimar o frágil bebê foram em vão e Dillon Martinez acabou mesmo morrendo. A causa da morte foram as muitas horas que a criança ficou fechada no carro, com as temperaturas altas do Texas. 

Seria por volta das seis horas da manhã quando o pai de Dillon, que não teve sua identidade revelada ainda, saiu para trabalhar. Junto, levava o filho de seis meses, que deveria ter deixado com a babá, a caminho do trabalho. A verdade é que ele acabou se esquecendo de deixar o bebê e nem se lembrou que ele estava na parte de trás do carro.

Publicidade
Publicidade

Por isso mesmo, parou no estacionamento do supermercado onde trabalha e deu entrada no serviço. 

Durante todo o dia de trabalho, esse pai estaria tranquilo, acreditando que tinha entregue seu filho à babá. E já passavam das três horas da tarde quando ele saiu do supermercado e, ao se acercar do carro, viu o bebê no interior. Acabou entrando em pânico, sentindo fortes dores no peito e com uma pressão sanguínea elevada. Teve mesmo que ser levado para o hospital, onde acabou sendo assistido. Durante todo o tempo, o homem se mostrava bem perturbado com o que aconteceu. 

Ao longo do dia, as temperaturas nessa região do Texas teriam passado os 38 graus  e, de acordo com os especialistas, dentro do carro que teria forte exposição solar, poderiam facilmente passar os 60 graus, o que teria sido fatal para uma criança tão pequena.

Publicidade

Sem se hidratar e sem circulação de ar dentro do carro, o bebê não resistiu a todo esse calor. 

Apesar de tudo apontar para que esse esquecimento tenha sido apenas um acidente, as autoridades estão já investigando o caso e ainda não foi decidido se vão ou não acusar o pai de Dillon. 

No entanto, esse caso está longe de ser inédito. Só nesse ano, esse já é a 27ª criança perdendo a vida trancado em um carro, não resistindo ao calor, números que são já superiores aos do ano passado, quando morreram 5 crianças nos Estados Unidos da América.  #Tragédia #Bebê #EUA