Papa Francisco declarou que lamenta o fato de as crianças aprenderem, na #Escola, que podem escolher o #gênero sexual que desejam seguir. As afirmações foram feitas durante uma conversa com bispos poloneses, durante sua visita à Cracóvia, na Polônia, na semana passada, e revelada pelo Vaticano, somente nesta terça-feira (02).

Ao ser questionado sobre a situação dos refugiados na Europa, o Papa afirmou que a origem dos problemas está na exploração das pessoas e que vivemos um período de "aniquilamento do homem como imagem de Deus". De acordo com Francisco, existe, por trás de tudo isso, uma colonização ideológica sendo praticada em muitos países, principalmente por aqueles mais influentes, países esses da Europa, América Latina e alguns da Ásia. 

Ele citou, como exemplo dessa colonização, a questão da escolha do gênero sexual, e afirmou que, claramente, se trata de uma colonização ideológica com nome e sobrenome.

Publicidade
Publicidade

Para o Papa, é terrível saber que as crianças aprendem na escola que cada um pode escolher o sexo que quiser. Ele acredita que isso é ensinado porque os livros são das pessoas e instituições que dão dinheiro às escolas e que essa forma de colonização ideológica tem o apoio dos países influentes. 

O #Papa Francisco afirmou já ter conversado sobre esse assunto com seu antecessor, o Papa Bento XVI, e que o mesmo teria dito que estamos vivendo na época da “era do pecado contra Deus, o Criador”.  O líder religioso da Igreja Católica  deixou um conselho para que os bispos refletissem seriamente sobre essa declaração de Bento XVI. 

Voltando à questão dos imigrantes e refugiados na Europa, ele afirma que faz parte do contexto e que o grande problema está na terra natal dos mesmos, mas que é preciso pensar em como cada um pode recebê-los e ajudá-los.

Publicidade

O Papa Francisco concluiu que é preciso ter um coração aberto e ter um tempo com eles nas paróquias, pelo menos uma hora por semana dedicada para a adoração e orações pelos imigrantes. Ele ainda afirmou que a oração é capaz de mover montanhas.