Um caso inusitado chocou a comunidade evangélica de todo o mundo. A notícia de que um pastor morreu tentando imitar Cristo, ao se sujeitar a ficar quarenta dias de jejum no deserto, assim como a bíblia relata que Jesus teria suportado, causou muita comoção.

O caso foi publicado pelo site internacional The CrhistianPost, que contou detalhes do acontecido.

Trata-se do #Pastor Alfred Ndlovu, de quarenta e quatro anos, da África do Sul. Ele teria passado alguns meses estudando os evangelhos de Lucas e decidiu que iria passar quarenta dias no deserto sem se alimentar, apenas orando e conversando com Deus.

Do mesmo modo, o livro de Lucas relata que #jesus suportou a fome e a tentação do Diabo.

Publicidade
Publicidade

Ao que se sabe, o pastor ainda resistiu por 30 dias a fome, mas foi encontrado morto, caído no deserto , por um homem que passava próximo ao local.

A polícia foi então avisada e, por sua vez, teve a missão de informar a família do pastor.

A congregação, cujo nome da igreja não foi revelado, ficou em choque. Eles afirmaram que  Alfred era um homem muito espiritual, de oração e muita fé. Alguns relataram testemunhos de curas e milagres que eram realizados através do pastor. Ele estaria buscando ainda mais comunhão com Deus ao mergulhar nessa busca por alcançar os 40 dias de jejum no deserto, assim como Jesus.

A notícia se espalhou pelo mundo e chegou inclusive a ser investigada por sites como o e-farsas. Eles queriam tentar encontrar algo que comprovasse que a notícia supostamente seria fake, devido ao fato aparentar ser bastante tendencioso.

Publicidade

No entanto, ninguém conseguiu desmentir a notícia. Ao que parece, de fato esse caso aconteceu.

Jesus no deserto

Segundo a bíblia, Jesus foi ao deserto antes de iniciar seu ministério, logo após o seu batismo por João Batista no Jordão. O propósito seria passar por uma espécie de prova física e psicológica. Jesus foi tentado pelo próprio Satanás, a transformar pedras em pão, mas teria se negado, apesar da fome. No fim, Jesus conseguiu concluir sua prova e estava pronto para iniciar seu ministério que durou três anos, culminando com sua morte na cruz e, posteriormente, sua ressurreição e ascensão aos céus. #Religião