O #Ataque aconteceu no zoológico Black Jaguar White Tiger, na Cidade do México. O cuidador de felinos, Eduardo Serio, que é dono do espaço, é famoso por adotar #Animais de grande porte e cuidar deles de maneira muito particular. O tratador aparece sempre em fotos e vídeos, com os animais no colo, se aproxima deles sem medo, entra nas jaulas sozinho. Desta vez, a brincadeira parece ter ido longe de mais como mostra um vídeo veiculado essa semana, as imagens alcançaram mais de 600 mil visualizações. No vídeo, Eduardo aparece brincando com leoas em uma jaula repleta de felinos, quando um leopardo, de nome Dharma, avança em sua direção prestes a atacá-lo.

Publicidade
Publicidade

Foi quando um tigre, chamado Aztlan, entra na frente do outro felino duas vezes e impede o ataque. Não se sabe exatamente se o felino tinha intenção de salvar o tratador, mas o mesmo aparece agradecendo ao animal pela ação.

Eduardo é um empresário mexicano que viveu durante vários anos em Los Angeles, nos Estados Unidos. Uma história surpreendente mudou os rumos de sua vida. Em outubro de 2013, ele estava em uma viagem de negócios, quando recebeu o telefonema de seu irmão, um especialista em animais, que contava uma história triste de um filhote de jaguar que estava sendo vendido a um estabelecimento para exposição. O animal viveria dopado para que turistas pudessem tirar foto e acariciá-lo.

O empresário, que ficou comovido com história, comprou o animal e deu a ele o nome de Céu.

Publicidade

Mal sabia Eduardo que, ao resolver cuidar do animal, daria o pontapé inicial para criar a instituição citada acima e que hoje abriga mais de duzentos felinos resgatados, como onças, tigres, leopardos, linces, leões, onças-pintadas e tantos outros, a maioria oriunda de circos que os maltratavam. A instituição resgata também cães abandonados, chegando a quarenta os que vivem por lá. A fundação, atualmente, conta ainda com um projeto conjunto com o governo Mexicano. O intuito é reproduzir e repovoar espécies de aves que, hoje, estão em perigo em seus habitats naturais. Os resultados parecem promissores.