Uma #Jovem diz que desde 2009 vem sofrendo quando seus pais decidem postar fotos dela enquanto estava em fase de crescimento. Desde o primeiro dia na escola, cada acontecimento era registrado pelos pais, tendo até algumas fotos embaraçosas, como da criança tendo sua fralda mudada até dela sentada no peniquinho.

Atualmente, com com o avanço da tecnologia, grande parte da população tem acesso à internet, seja no dispositivo móvel ou no computador. E faz muito tempo que isso deixou de ser só para os jovens e passou a ser para os mais velhos também.

Nesse caso especificamente, uma jovem de 18 anos e que mora em Caríntia, Áustria, processou seus pais por compartilharem fotos suas de quando era criança em suas redes sociais.

Publicidade
Publicidade

A adolescente acusa os pais de invasão de privacidade.

Ela afirma que as fotos incluíam imagens embaraçosas e íntimas de sua infância, e acrescentou dizendo que a foto foi compartilhada com mais ou menos 700 amigos de seus pais, na rede.

O advogado da jovem, Michael Rami, disse que os pais colocaram cerca de 500 fotos da jovem na rede social sem o consentimento dela. Ele acredita que a jovem vencerá o #processo judicial.

"Eles sabiam e não tinham nenhuma vergonha de compartilhar minhas fotos, não se importavam se a foto era eu sentada em um vaso sanitário ou deitada nua em minha cama. Cada foto que foi registrada se tornou pública." desabafa a jovem.

Em entrevista a uma mídia local, a jovem disse que pediu para que os pais retirassem as fotos da rede, e eles se recusaram a apagar, o que levou a jovem a processá-los.

Publicidade

"Estou cansada de não ser levada a sério pelos meus pais", disse a jovem.

Em resposta às acusações da filha, o pai disse que no momento que ele registrou as fotos, ele tem o direito de publicar as imagens onde quiser.

Segundo o advogado da moça, Rami, se puder ser comprovado que as fotos tenham violado os direitos de uma pessoa em sua vida pessoal, os pais irão perder o caso.

Caso a jovem ganhe o processo, os pais terão que pagar uma multa a sua filha por violar os direitos de imagens de uma pessoa.