Um homem estava trabalhando, recolhendo garrafas velhas junto de uma lixeira, quando foi surpreendido por um embrulho branco. Quando se aproximou, viu que enrolada nessa toalha branca estava uma bebê sorrindo. A bebê tinha sido deixada, por alguém, no topo de uma pilha de lixo, na Tailândia. No hospital, para onde foi levada, os exames tiveram os melhores resultados possíveis. 

Se desconhece ainda por quanto tempo a menina teria estado ali abandonada, mas certo é que ela estava "saudável e em forma", de acordo com os médicos. O homem que a encontrou ficou impressionado por a bebê estar sorrindo e não chorando, como seria mais normal, tendo em conta que estava sozinha, largada em uma lixeira. 

No hospital, os médicos pesaram a menina e consideraram que os seus três quilos seriam um bom peso para uma bebê, que teria duas semanas, de acordo com os primeiros testes.

Publicidade
Publicidade

Naturalmente, se desconhece a identidade dessa criança, como também os seus pais são ainda desconhecidos pelas autoridades. A polícia já está investigando o caso, mas como não existe queixa de desaparecimento de criança na zona de Patong, na Tailândia, as autoridades estão estudando a hipótese de a menina ter sido largada pelos próprios pais. 

Uma vez que a menina é muito saudável, a polícia acredita que a bebê foi abandonada pelos pais por dificuldades econômicas para a criar, e não por ter qualquer problema de saúde. A investigação está se centrando mais na procura pela mãe da bebê, se acreditando que a mulher tenha parido em um dos hospitais mais próximos. Depois do nascimento, a mãe poderia ter tentado se libertar da criança, por não ter como a sustentar. No entanto, essas e outras questões serão colocadas assim que a polícia conseguir identificar a mãe dessa menina.

Publicidade

A polícia procura pelos pais para fazer esse interrogatório, e também para responsabilizar criminalmente esses progenitores, que teriam deixado a menina em um local tão perigoso quanto uma lixeira. 

Os pais poderão ser acusados de exposição ao abandono ou até tentativa de homicídio. Mas, para já, as informações estão garantindo que a polícia ainda não conseguiu encontrar nenhum familiar dessa menina.  #Família #Crime #Bebês