Uma bebê de 19 meses foi encontrada morta e afogada no próprio vômito. Foi a mãe que encontrou a menina, já sem vida, algumas horas depois de a ter deixado sozinha para assistir televisão e ficar no celular. Quando falou com o ex-companheiro, logo após encontrar a menina, a mulher falou que a filha dos dois parecia saída de um combate de "doze rounds com o Mike Tyson". Algumas semanas antes desse final trágico, um juiz tinha recusado o pedido do serviço social ingleses, que queriam retirar a bebê dos pais, acreditando que eles não estavam capazes de cuidar da pequena Autumn Gooch. 

O juiz, no entanto, não viu os mesmos perigos nesse caso, e a menina continuou com os pais, que tinham problemas de dependência com álcool.

Publicidade
Publicidade

Ou melhor, com a mãe, uma vez que Nikki Gooch e Craig Macdonald acabaram se separando, e a menina ficou somente com a mãe. O serviço social apresentoou mesmo o caso em que Nikki ficou tomando conta da menina, completamente embriagada, deixando a criança praticamente abandonada. Apesar disso, o juiz acreditou que eles poderiam tomar conta da bebê.

No tribunal, ficou então acordado que familiares e assistentes sociais estariam mais presentes na vida dessa menina e acompanhariam mais de perto a criança, tentando perceber mais facilmente se ela estava sendo bem ou mal tratada. Apesar desse acompanhamento mais próximo, não teve como se evitar essa #Tragédia. Em uma fatídica manhã, Nikki deixou a bebê por volta das 10 horas da manhã e só voltaria a vê-la perto das duas horas da tarde. Enquanto isso, a mãe teria ficado assistindo TV e falando no celular, negligenciando os cuidados da filha por aproximadamente quatro horas. 

Quando subiu para ver da menina, Autumn já estava desacordada.

Publicidade

Os paramédicos encontraram a bebê sem vida, com vômito no rosto, a fralda molhada e uma garrafa de leite congelado do lado. A menina não tinha sinais de agressões, maus tratos ou desidratação. A autópsia realizada não ficou clara, e o médico legista fala em duas possíveis causas de morte. Uma delas é que a menina poderia ter asfixiado, a outra aponta para um ataque epilético. 

Em uma primeira fase desse inquérito, Nikki Gooch chegou mesmo sendo detida como suspeita pelo homicídio da filha, por negligência, uma acusação que caiu mais tarde. O inquérito vai continuar no tribunal inglês.  #Família #Justiça