Você já imaginou contrair herpes através de um beijo? Pois foi exatamente isso que aconteceu na Inglaterra, uma criança de 1 ano de idade foi infectada pela #Doença. A mãe da criança Amy Stinton publicou em sua rede social a foto de seu filho que foi contagiado pela doença fazendo um desabafo: "Pense bem antes de beijar alguém". Em rede social, a mãe relata que o bebê contraiu a doença através de um beijo que foi dado por uma pessoa conhecida por ela.  A pessoa que beijou o seu filho estava com um machucado na boca, o que tornou possível a transmissão da doença para a criança.

Devido à transmissão da doença, o bebê Oliver teve que ficar internado no hospital por quatro dias.

Publicidade
Publicidade

A criança apareceu com algumas manchas em seu corpo. O que deixou a mãe desconfiada e a mesma o levou ao médico, que pediu alguns exames e diagnosticou a herpes.  A publicação que a mãe fez da criança gerou uma grande repercussão.  A foto foi compartilhada por  mais de 6 mil pessoas no Facebook, que serviu como um sinal de alerta para todos.

Conheça mais sobre a Herpes

A herpes é uma doença viral que pode ser identificada através de bolhas que aparecem nas áreas genitais, ao redor dos lábios ou em qualquer outra parte do corpo.

Sintomas

  • Pequenas bolhas no corpo, e nos órgãos genitais; 
  • Aftas nas regiões da boca;
  • Febre;
  • Formigamentos nas regiões orais e genitais, principalmente no início da infecção.

Tratamento

Muitas vezes, a herpes pode não ser grave, então não é preciso passar por um #Tratamento.

Publicidade

Entretanto, caso o infectado tiver alguns surtos graves e frequentes, o mesmo deve fazer uso de medicamentos.

Prevenção

A herpes é uma doença difícil de ser prevenida, em razão de algumas pessoas não terem ciência de que foram infectadas, porém é possível a prevenção. É muito importante a utilização de preservativos durante as relações sexuais, e esperar que as feridas cicatrizem para não infectar outras pessoas. Vale lembrar que, pessoas infectadas não devem manter contato com recém-nascidos. Evitando, assim, a transmissão da doença aos pequenos.