Uma história triste, mas com um final feliz. Assim podemos resumir o que aconteceu com a pequena Giorgia, de apenas 4 anos, que sobreviveu ao terrível #Terremoto que devastou a cidade Pescara del Tronto, que fica a 150km a nordeste de Roma.

Giorgia, de 4 anos e Giulia de 9 anos, dormiam no mesmo quarto quando foram surpreendidas pelo terremoto que acabou destruindo sua casa. A mais velha, Giulia, correu em direção à irmã, ao ouvir o barulho, e a abraçou.

Durante 16 horas, elas ficaram soterradas, abraçadas, mas Giulia não resistiu a tanto tempo.

A pequena Giorgia sobreviveu, graças à irmã que a protegeu com seu próprio corpo, em um abraço.

Publicidade
Publicidade

De acordo com uma matéria no "Fantástico", depois de 16 horas de agonia, exatamente por volta das 19h, cães farejadores localizaram algo por baixo dos escombros.

Um dos bombeiros achou a pequena embaixo de Giulia, que protegia com seu corpo à pequena. Começou então um resgate dramático e emocionante para salvar a menina.

Veja no vídeo abaixo:

Obs: (O nome das irmãs foi confundido pelos bombeiros).

Um dos bombeiros que participou do resgate, escreveu uma carta para a corajosa Giulia, que dizia: " Olá pequena, eu apenas ajudei a tirar seu corpo dos escombros. Nos desculpe se chegamos tarde demais. Você já não respirava mais, mas quero que saiba que fizemos tudo que podíamos fazer. Que era possível. Quando eu voltar para minha casa, saberei que terei um anjo ai em cima no céu, olhando para mim. Você será como uma estrela brilhante. Adeus, mesmo não te conhecendo, eu te amo," Andrea.

A carta comovente viralizou na internet, e tocou milhares de corações.

Publicidade

Veja a carta:

Um funeral foi realizado nessa terça-feira (30), às 18h para homenagear os mortos.

A Defesa Civil confirmou na terça-feira (30) que o número total de mortos era de 292, mas os trabalhos de remoção de escombros continuam, na busca de possíveis vítimas.

Giorgia se recupera dos ferimentos, mas não corre risco de vida. Seus pais conseguiram se salvar. Apesar de estarem abalados com a morte de uma de suas filhas, o pai disse na entrevista ao Fantástico que naquele momento, entendeu que alguém protegia as crianças, que pelo menos uma delas se salvou. Giulia deu sua própria vida para salvar sua irmã. #Curiosidades #Mundo