Embora existam estudos sobre os potenciais perigos apresentados pela radiação dos telefones celulares à saúde humana, até hoje são raros os eventos em que esses aparelhos foram protagonistas de algum tipo de tragédia.

No entanto, um morador de São Petersburgo, Flórida (#EUA), acaba de culpar o celular pela completa destruição do seu Jeep Cherokee.

De acordo com a emissora estadunidense FoxNews13, o veículo teria sido consumido pelo fogo na segunda-feira (5), após o objeto explodir no interior do automóvel.

Nathan Dornacher, proprietário do carro supostamente vitimado pelo smartphone da marca Samsung Galaxy Note 7, descobriu, da forma mais cruel, que o aparelho, produzido pela gigante da #Tecnologia, era uma ‘bomba ambulante’.

Publicidade
Publicidade

No mesmo dia do incidente, a empresa havia publicado um comunicado, onde sugeria aos clientes a devolução dos aparelhos, após a detecção de problemas na bateria do celular.

Segundo o periódico The Sun, perigosos defeitos apresentados pela bateria do Galaxy Note 7, registrados na Austrália, teriam motivado o recall. A Samsung se prontificou a devolver o dinheiro, ou a substituir o aparelho até que uma solução seja encontrada.

Dia da tragédia

Em declaração à imprensa norte-americana, Lydia, mulher de Dornacher, explicou que, no dia do acontecimento, o casal e a filha de oito anos haviam saído para desfrutar o feriado do Dia do Trabalhador (Labor Day), na primeira segunda-feira de setembro.

De volta à residência, ela conta que o marido, ao entrar em casa, percebeu ter esquecido o Samsung 7 disposto no painel central do Jeep Cherokee.

Publicidade

Segundo Lydia, a filha do casal foi a primeira pessoa a testemunhar o episódio. Ela salienta que a garota tinha ido ao veículo buscar alguns utensílios na companhia do cachorro de estimação. Porém, antes de se aproximar do carro, o animal deu indícios de que alguma coisa estava acontecendo com o veículo.

Neste momento, Nathan olhou pela janela da residência e observou o carro consumido pelas chamas. Conforme a família, a bateria do celular explodiu, ocasionando o incêndio do automóvel.

O americano revelou ao canal FoxNews13 ter recentemente investido dinheiro na manutenção do Cherokee. Até o momento, não foi informado se a Samsung irá ressarcir o prejuízo.

Porém, na semana passada houve 35 casos confirmados envolvendo explosões com o Samsung Note 7, ocorridos em 10 países. Todavia, não foram revelados ferimentos ocasionados pelas explosões desses telefones móveis.

A Samsung esclarece que os proprietários do modelo podem trocá-lo por novos smartphones.

Devido a esses problemas, o lançamento do 7S foi anulado no Brasil. A empresa continua a fazer o recall em todos os países onde ele foi lançado.

Abaixo, veja a reportagem sobre o caso.

#Curiosidades