Atualmente, segundo pesquisas da empresa WIN/Gallup, a Tailândia ocupa o primeiro lugar como o país mais religioso do mundo, com 94% dos entrevistados durante a pesquisa se dizendo 'crentes'. A china vem em última lugar, com apenas 7%, se dizendo evangélicos.

Os números apontam uma enorme diferença da população tailandesa para com a chinesa, porém a China possui a fábrica que produz o maior número de bíblias no mundo atualmente, com uma média de uma por segundo.

Isso gera um crescimento bíblico e cristão absurdo em relação a outros países. Pesquisas apontam que, nesse ritmo, daqui a algumas décadas, a China terá a maior população cristã do planeta.

Publicidade
Publicidade

Crescimento cristão

Nos últimos anos, o crescimento da população religiosa no planeta tem sido espantoso, segundo pesquisas feitas pela Pew Research Center. Nos últimos 100 anos, o número de cristãos cresceu em torno de 400%. O Brasil, por sua parte, é considerado o segundo maior país cristão, perdendo apenas para a Tailândia. São aproximadamente 175 milhões de cristãos em terras brasileiras.

Hoje em dia, no mundo, cerca de 31,7% da população de 7 bilhões acredita na fé cristã o que faz dela ser a principal #Religião, com 2,18 bilhões de seguidores.

As principais religiões cristãs são a Católica, com 51,4%, e a Evangélica, com 36%. A maioria hoje em dia não consegue viver sem uma religião, precisando crer em algo para que a vida possa andar adiante.

Ainda segundo esses estudos, a religião evangélica é a que mais cresce, enquanto as outras estão com o número de seguidores em queda. 

No Brasil, o catolicismo, por exemplo, vem perdendo muitos fiéis ao longo dos anos.

Publicidade

No ano de 1940, 95,5% da população era católica, após 30 anos (1970) esse número sofreu uma pequena queda e diminuindo para 91,8% contra 7% de evangélicos. Já em 2010, houve um aumento significativo de 7% para 22,21% da população evangélica e a católica sofreu uma queda de 91,8% para 64,6%.

Isso mostra um aumento significativo da nação evangélica no país, entretanto destaca também o aumento de cristãos no mundo, em países como a China